Histórias de Terra e Céu

10 Passos na História

Foi-se o tempo em que celular era usado apenas como telefone. Se hoje as pessoas usam o aparelho para navegar na internet, para realizar postagens no Facebook e até para caçar Pokemóns, nós resolvemos perguntar: Por que não usar o celular para “caçar” a história da cidade? Embarque comigo nesta história!

Há um tempo meu amigo Cláudio Strechar de Andrade me falou sobre cidades que estavam usando “QR Codes” para divulgar lugares históricos e explicar quem são os vultos que dão nomes às ruas ou praças. Eu confesso que nem sabia o que era um QR Code e só depois fui entender que eram aquelas figuras cheias de quadradinhos (como a da imagem que ilustra esta coluna). Estas figurinhas, amigo leitor, ao serem lidas pelo celular, podem trazer textos, imagens ou links para páginas da internet.

Foi “copiando” esta ideia que criamos o projeto 10 Passos na História. Basicamente escondemos pela cidade 10 QR Codes, que você pode ler com seu celular usando um aplicativo como o “QR Code reader” ou outros similares. Cada código que criamos remete para uma página que conta um aspecto da história da cidade ou daquela pessoa que dá nome àquele local específico. O texto presente em cada código também sempre conclui dando a dica de onde você encontrará o próximo código. Se você fizer este passeio, vai conhecer um pouco mais sobre Doutor Paulo Fortes, Luciano Stencel, Roberto Angewitz, Evaldo Gaensly, etc… E vai ter que procurar códigos em postes, ruas, praças e até no cemitério… É um passeio rápido e divertido, com muitos aspectos da nossa história que o grande público às vezes não conhece.

Se você desejar fazer esta “viagem”, procure o primeiro código que foi colocado em um poste na rua dr. Paulo Fortes, em frente ao hospital. E se, neste passeio, algum código não for encontrado, nos avise pelo e-mail gersoncesarsouza@gmail.com. Infelizmente já na primeira semana tivemos alguns códigos visivelmente arrancados e jogados ao chão, e foi preciso recolocarmos novos códigos.

Esse projeto “10 Passos na História” é apenas um pequeno teste de algo que pode ser ampliado no futuro, como já é feito em Petrópolis, em São Paulo, em Portugal e em vários outros locais. Imagine o turista chegar na Igreja da Água Branca e encontrar um código destes em um pedestal, bem padronizado, e conseguir com seu celular ler a história daquele local. E depois encontrar isso no Pery, no monumento aos tropeiros, na cruz dos Maragatos no Rosas etc… Ou também nas placas que registram os nomes das ruas, para que qualquer morador pudesse saber quem era aquela pessoa… São apenas ideias, para quem sonha ver o turismo e a história de nossa cidade sendo tratados de uma forma diferente.

Até a próxima semana e céus limpos para todos nós!

Gerson Cesar Souza
Últimos posts por Gerson Cesar Souza (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O Nazismo e a Matriz – Parte I
A melhor chuva de meteoros do ano e um Cometa no céu
Há 120 anos, a primeira exportação de erva-mate