Cidade

2º Encontro Regional de Tropeiros em São Mateus do Sul inicia neste domingo

Participantes de mais de 15 cidades do Paraná e Santa Catarina são esperados entre os dias 7 e 14 de fevereiro em São Mateus do Sul para as atividades do 2º Encontro Regional de Tropeiros. A programação teve início no domingo, 7, com a realização de uma tropeada que saiu da frente da Casa da Memória de São Mateus do Sul, levando a imagem de São Sebastião até a Paróquia de N. Sra. de Czestochowa, na Vila Nepomuceno.

Com a chegada dos tropeiros, será realizada uma missa solene, seguida de almoço no salão da igreja. A imagem de São Sebastião fica na paróquia até o sábado, 13, quando acontece uma nova tropeada, desta vez com destino ao Emboque, onde as tropas vão realizar uma Noite Tropeira, com acampamento, apresentações culturais e rodas de viola. No domingo, 14, a semana encerra com a programação na Igreja da localidade do Emboque, onde será entregue a imagem de São Sebastião, com realização de missa, almoço, bingo e apresentações culturais.

Para o presidente da Fundação Cultural, José Carlos Janowski, a valorização da história e da cultura dos tropeiros é, antes de tudo, um sinal de respeito a um dos principais motores do desenvolvimento das cidades da região. “Os tropeiros estiveram aqui antes mesmo que os poloneses. Os tropeiros mostraram o caminho pra nós. Precisamos agora refazer esse caminho e até jogar flores nesse caminho em sinal de respeito. São Mateus do Sul é um município de destaque na região. Precisamos mostrar que somos capaz de tudo e mais um pouco pra valorizar nossa cultura”.

OUTRAS ATIVIDADES

A programação oficial do 2º Encontro Regional de Tropeiros traz ainda atividades em outros três espaços de São Mateus do Sul. Entre os dias 8 de fevereiro a 14 de março, a Casa de Memória sedia a exposição “Bruaca Cultural”, onde o público poderá conhecer objetos e histórias dos tropeiros que passaram pela região.

No dia 11, a Casa da Amizade do Rotary Club São Mateus sedia um workshop de culinária tropeira, que será ministrada pelo chef Sérgio Buch. Juntamente com o workshop, será realizada uma palestra com a professora Terezinha Wolff, de Porto União.

O Centro da Juventude recebe no sábado, 13, pesquisadores e estudiosos para um simpósio sobre o tropeirismo. Serão realizadas palestras com Therezinha Wolff, Joaquim Osório Ribas, Fernando Tokarski, Aymoré Índio do Brasil e Paulo Henrique Schmidlim (Vitamina), além falas, depoimentos e apresentações culturais.

RESGATE HISTÓRICO

“Nosso objetivo é enviar uma carta ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), órgão do Ministério da Cultura (Minc), solicitando a inclusão da rota que passa pela nossa região como um patrimônio histórico imaterial, com o objetivo de esclarecer e educar as gerações futuros sobre a importância desse ciclo econômico para o sul do Brasil”, explica a diretora cultural da Fundação, Dalva Vaz de Almeida.

Dalva explica que o reconhecimento, por parte do Minc, da rota dos tropeiros como patrimônio é essencial para a valorização da história da nossa região. “Na região do Emboque, existia um vau [trecho raso de um rio]onde os tropeiros passavam com seus cavalos e que fazia parte da rota que vinha de União da Vitória, passava por Palmeira, Castro e outras cidades com destino ao estado de São Paulo”, explica Dalva. “Queremos que esse caminho seja reconhecido pela sua importância no desenvolvimento das cidades da nossa região”.

O 2º Encontro Regional de Tropeiros é uma realização da Fundação Cultural de São Mateus do Sul, em parceria com a prefeitura; os Rotary Clubes São Mateus e Xisto do Iguaçu; e o Grupo Bate Casco; e tem o apoio diversas empresas do município e da região.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Consulado do Flamengo organiza ação social para o Natal – saiba como colaborar
São Mateus do Sul recebe verba para construção da sede da melhor idade
São Mateus do Sul recebe 8ª edição do “Abraçando o Paraná” realizado pelo Moto Clube Bodes do Asfalto