Educação e Cultura

3º Leitura na Praça garante mais cultura para o público são-mateuense

A terceira edição do evento Leitura na Praça reuniu colaboradores do grupo Amantes da Leitura e a comunidade são-mateuense. Inúmeras atividades foram realizadas na ocasião, dentre contação de histórias e pinturas faciais. (Fotos: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

O universo da leitura é mágico e encanta quem convive com ele. Histórias, mundos diferentes, realidades culturais e um conteúdo vasto de conhecimento traçam o domínio da leitura. Melhor do que saber desses pontos cruciais é compartilhar desse conteúdo com as outras pessoas.

Foi com este objetivo que o 3º Leitura na Praça aconteceu em São Mateus do Sul no domingo (29/04), e reuniu a população para uma tarde diferenciada e com uma gama de valores culturais para o município.

Tendo como palco principal o Chimarródromo, o evento contou com a participação, colaboração e organização dos membros do grupo Amantes da Leitura, que foi responsável por montar a estrutura e as atividades realizadas no evento.

 

O Leitura na Praça dispôs de dois meses de preparação, no qual, os mais de 20 colaboradores diretos se dividiram em grupos para a organização das atividades que foram realizadas. “Foi um preparo bastante intenso, mas que no final valeu a pena”, comenta Silvana Bernardi, uma das fundadoras do Amantes da Leitura.

Diversas atividades culturais foram realizadas, dentre elas, a apresentação de dança das alunas da professora Lady Biscaia, com o tema “O Mágico de Oz” e a contação de histórias apresentadas pelo grupo Vida. “Sabemos que é ali que as crianças iriam estar. Preparamos o local e as historinhas com todo carinho”, afirma Silvana.

O evento também contou com pinturas faciais, uma feirinha de temas literários e uma conversa com Osmar Aggio, Lucas Faria, Rodrigo Filho e Adir Franco, escritores são-mateuenses que apresentaram suas obras já publicadas. “Quem esteve presente pode sentir a energia positiva que foi proporcionada na feira”, diz Silvana.

Amantes da Leitura é um grupo filantrópico, e a concretização do evento só foi possível pela contribuição dos membros da equipe que arcaram com todos os custos. “O foco do nosso grupo é trazer a leitura para a vida das crianças, que é a principal maneira de garantir uma boa educação”, enfatiza Silvana.

Segundo a contadora de histórias Edilene Kieszkowski, participar de eventos como este é uma imensa alegria. “Despertar a imaginação das pessoas, ver a expressão das crianças e a expectativa para a sequência de cada história é mágico.”

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Karolinka prepara temporada de novidades para comemorar 25 anos
Cultura caiçara anima noite no teatro do CEPE
Colégio Estadual São Mateus passa por reformas no período de férias