Cena do filme “1917”. (Imagem Ilustrativa)

Superando grandes produções como O irlandês e Coringa, o drama de guerra “1917”, dirigido pelo britânico Sam Mendes, faturou duas das principais categorias cinematográficas do Globo de Ouro 2020: a de Melhor Filme e de Melhor Diretor.

A trama, inspirada em histórias do avô de Mendes, conta a história de Schofield (George MacKay) e Blake (Dean-Charles Chapman), uma dupla de jovens cabos britânicos que, em meio à Primeira Guerra Mundial, precisam atravessar o território inimigo para entregar uma mensagem que salvará seu batalhão, poupando a vida de cerca de 1,6 mil pessoas — entre elas, o irmão de um dos cabos.

Como o filme retrata, passados três anos de disputas intensas, a guerra se acirrava a cada batalha. Em 1917, acontecimentos decisivos já se encaminhavam para o desfecho do conflito, que acabou em novembro do ano seguinte.

Confira abaixo os principais fatos que abalaram a história no penúltimo ano da Primeira Guerra Mundial:

Revolução Russa

Além de se envolver no conflito internacional, a Rússia enfrentava suas próprias batalhas políticas internas. Em 1917, inicia-se a primeira fase da Revolução Russa, que em 15 de março culminou na derrubada do governo czarista e autocrata do país, destituindo Nicolau II do cargo de czar e dando lugar a um governo provisório liberal.

No dia 16 do mês seguinte, o revolucionário Lênin, que estava exilado na Suíça, retornou à Rússia pregando, entre outros temas de suas “Teses de Abril”, a saída do país da guerra. Recuado pelo governo provisório, o político fugiu para a Finlândia, onde passou a planejar uma rebelião.

Em novembro de 1917, Lênin toma o poder do país ao lado de Leon Trotski e é eleito novo chefe de governo pelo Partido Social Democrata da Rússia. Sob a nova política, a Rússia se retira da guerra, abandonando a Tríplice Entente. No ano seguinte, o país assinou um tratado de paz com as Potências Centrais (Império Alemão, Império Austro-Húngaro, Bulgária e Império Otomano), o Tratado de Brest-Litovski.

Estados Unidos entra na Guerra

Após passarem cerca de três anos neutros à guerra, os Estados Unidos decidiram participar do conflito a partir de 1917, depois de sofrerem ataques submarinos e interferências alemãs no México. No dia 3 de fevereiro, o país rompeu laços diplomáticos com a Alemanha. Já em 2 de abril, o presidente norte-americano Woodrow Wilson propôs ao Congresso e à Câmara dos Representantes declarar guerra aos inimigos europeus. Quatro dias depois, o país havia entrado oficialmente no conflito.

Em 26 de junho, as primeiras tropas norte-americanas chegaram à França para reforçar a defesa dos Aliados. Em julho, o general John J. Pershing estimou que seria necessário um exército de 3 milhões de homens para se juntar à guerra. Mais tarde, as forças norte-americanas resultaram em um auxílio decisivo para a derrota das Potências Centrais. Em dezembro do mesmo ano, os Estados Unidos também declararam guerra ao Império Austro-Húngaro.

Ofensiva Nivelle

No mês de abril, soldados franceses comandados pelo general Robert Nivelle partiram rumo ao Rio Aisnee decididos a romper a defesa alemã baseados em um plano que contava com o auxílio de tropas britânicas e estimava menos de 10 mil baixas.

O que os franceses não contavam é que a tática fora descoberta pela inteligência alemã, que, em boa medida, conseguiu se defender dos ataques dos Aliados. A ofensiva foi uma das maiores derrotas francesas no ano e encerrou a carreira de Nivelle no exército. Após ser dispensado, o general Philippe Pétain assumiu o cargo e, com uma estratégia mais defensiva, foi mais bem-sucedido em suas batalhas.

Batalha de Cambrai

Conhecida por ser um importante local de abastecimento da defesa alemã, a comuna francesa de Cambrai foi palco de um ataque surpresa de tanques britânicos. Pela primeira vez, em dezembro de 1917, os ingleses demonstraram que a “impenetrável” Linha Hindenburg, organizada pelos alemães, poderia, sim, ser violada e ultrapassada. Para isso, técnicas de artilharia e infantaria foram combinadas e aprimoradas para derrotar a defesa inimiga.

Fonte: Revista Galileu

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Entre rugas, existem vidas!
Prefeitura de Irati divulga atrações da 38ª Festa do Pêssego
Paraná é destaque no Festival de Turismo das Cataratas