(Imagem Ilustrativa)

Nessa semana, o Brasil chegou ao triste número de quinhentos mil mortos pela covid-19, quinhentas mil famílias enlutadas, quinhentos mil sonhos interrompidos.

Com toda a certeza, cada um de nós perdeu alguém para o vírus, seja parente, amigo ou pelo menos algum conhecido ou ídolo.

Em contraste com a dor de tantas perdas, ainda vemos pessoas minimizando os efeitos dessa tragédia, negando todas as evidências e fatos, desdenhando das vacinas e combatendo com notícias falsas, todas as medidas de prevenção e restrições, tão necessárias nesse momento, fazendo com que, além de lamentar as mortes, temos também que lamentar essas atitudes.

O momento atual exige de todos nós, muita reflexão, para ver que caminho queremos seguir, o relaxamento cada vez mais visível nos cuidados, pode nos levar para um resultado mais tenebroso ainda, ou seja: facilidades para novas mutações do vírus, que podem tornar as atuais vacinas inócuas.

No mesmo momento em que me solidarizo com todas as famílias enlutadas, rogo a todos que se cuidem, não relaxem, o final dessa pandemia depende de cada um de nós, é uma luta coletiva da qual não podemos desertar.

Rogo também a Deus, que nos abençoe e ilumine nossas mentes, no sentido da caridade, fraternidade e discernimento.

Muita paz a todos.

Oscar Okonoski
Últimos posts por Oscar Okonoski (exibir todos)

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS
A melhor definição para o espiritismo
Criança quer doce
Durante o sono