Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

600 árvores foram plantadas na mata ciliar do Rio Taquaral

Mudas como aroeira, vacum, cuvatam, bracatinga, uma, pitanga e araticum foram plantadas nos 1.500 metros quadrados da entidade responsável pela área do Projeto Taquaral 10. (Fotos: Reprodução/SPVS)

O Projeto Taquaral 10, que busca valorizar e preservar o Rio Taquaral – responsável pelo abastecimento de água do município –, já está sendo executado pelas entidades que abraçaram o projeto. Sendo apresentado no dia 5 de junho pelos organizadores, a extensão do rio foi dividida em 10 microbacias, onde 10 entidades são-mateuenses se responsabilizaram pela revitalização do local: Colégio Sema, Loja Maçônica Fraternidade Sãomateuense, Rotary Club São Mateus do Sul Xisto do Iguaçu e Rotary Club São Mateus do Sul, Baldo S.A., Grupo Escoteiro Paul Harris, CDL, ACIASMS, Colégio Estadual São Mateus, Microxisto e Secretaria Municipal de Educação e Cultura.

A primeira ação direta de restauração e contato com o Taquaral aconteceu no dia 13 de novembro, com o cercamento da beira do rio na propriedade localizada nas proximidades do Salão do Alberto. O trabalho foi feito pela Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) em parceria com Japan Tobacco Internacional (JTI). Cerca de 600 mudas de 16 árvores nativas – como aroeira, vacum, cuvatam, bracatinga, uma, pitanga, araticum, etc. –, foram plantadas nos 1.500 metros quadrados do local. Sete pessoas estavam envolvidas no momento do plantio das mudas. Além de valorizar e enriquecer a mata ciliar, isto é, vegetação presente nos locais próximos aos corpos d´água, a atitude incentiva ainda mais a preservação dos recursos naturais e a recuperação de áreas degradadas.

Segundo a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, as entidades estão bem comprometidas com a ação ambiental. Algumas reuniões já foram feitas com os representantes de cada grupo, que contam com o auxílio da própria Secretaria e também do Engenheiro Florestal Ciro Duarte. Dentre os temas dessas reuniões, foram abordados novas ações de marketing para o Taquaral 10, explicando também a situação do projeto que está aguardando o diagnóstico ambiental ser licenciado pela Prefeitura, causando alguns atrasos na realização das atividades.

As esquipes também farão o Plano Inicial do Trabalho, conhecendo as etapas de execução do projeto: diagnóstico, planejamento, implantação, manutenção e monitoramento. “Faremos reuniões trimestrais para acompanhar o andamento das atividades, à ser realizada sempre na primeira quinta-feira do trimestre. Uma vez ao ano, teremos um dia de campo com todas as equipes para que possam ser vistas as melhores práticas. A visita será prevista para o Dia do Meio Ambiente, que é 5 de junho, data que o projeto foi apresentado”, informa a organização.

De acordo com eles, após dois anos do projeto – em 2020, serão avaliadas as equipes que estiverem mais avançadas na recuperação. “Serão premiadas as 3 melhores equipes. A premiação deverá ocorrer também no dia do Meio Ambiente, 5 de junho de 2020”, afirma a Secretaria.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: