Os Caminhos do Desenvolvimento

A construção de um berço empresarial

O termo Cidade Empreendedora está relacionado com as cidades que estão mais preparadas para receber novas empresas e que incentivam o crescimento daquelas já instaladas. Cidades que ao se transformarem em berços empresariais, transformam mercados e a própria região onde estão inseridas. Compreendendo esse pressuposto, qual seria o ponto de partida para identificar o nível do ambiente empresarial existente em São Mateus do Sul? Como entender quais são as melhores condições para que os empreendedores locais possam crescer, e com eles cresçam também a geração de oportunidades e emprego para todos?

A resposta encontrada pelo NDE – Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo de São Mateus do Sul – foi realizar um estudo local, identificando e mapeando as principais forças e os principais desafios que se desenham à nossa realidade. A metodologia escolhida para conduzir os trabalhos foi a Análise SWOT, ou ainda em português sob a sigla FOFA (Forças, Oportunidades, Fraquezas e Ameaças). Apesar de ser bastante utilizada no meio empresarial, podemos imaginar quantas dúvidas a ferramenta trouxe às atividades do Grupo, pois apesar de ser simples a primeira vista, ela se torna complexa ao abranger ambientes macros como são as cidades. Os assuntos abordados precisam ser aprofundados e checados, para que o resultado do estudo reflita o real diagnóstico do ambiente.

“Vamos estressar os temas”, é como se refere Eduardo Soares Westphalen, coordenador dos trabalhos do NDE durante as reuniões. Administrador e Gerente de Planejamento e Controladoria da SIX, Eduardo formatou o estudo após a análise global de São Mateus do Sul ser realizada pelo Grupo, dividindo-o em temas específicos para uma segunda rodada de análise. “Os temas foram distribuídos em quatro grupos de trabalho, que tem por objetivo aprofundar a análise, priorizar oportunidades pelo potencial de geração de retorno/benefícios para a sociedade e definir ações para o desenvolvimento de cada uma delas”, comenta.

De uma forma geral, a divisão dos grupos apresenta-se como uma ação facilitadora para o andamento do estudo, e abrangem os seguintes setores: 1) Infraestrutura, Logística, Turismo, Cultura, Esporte e Lazer; 2) Agricultura e Agronegócios; 3) Comércio, Serviços e Indústria; 4) Educação, Capacitação e Saúde. Segundo Eduardo, “é uma grande satisfação contribuir com esse nobre trabalho que tem por objetivo buscar o desenvolvimento de São Mateus do Sul, sem precisar defender qualquer interesse político ou pessoal, mas sim o bem comum de nossa sociedade.”

O documento final deste estudo terá como nobre missão “inspirar” nossos futuros gestores públicos a trilhar um caminho de desenvolvimento econômico para nossa cidade. Irá sugerir ações e demonstrar vocações locais que possam estar adormecidas ou ocultas aos olhos da maioria da população. Um caminho a ser percorrido em parceria pelos setores público e privado, entidades representativas e comunidade.

Ingrid Ulbrich
Últimos posts por Ingrid Ulbrich (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Refletir e aprender para repensar nossa cidade
A Capacitação Profissional para uma Era Darwiniana
O Capital Humano para a Ciência e Tecnologia