Artigo de Opinião

A energia não é transmitida apenas pela tomada

Imagem Ilustrativa

Você já passou pela experiência de chegar em algum local em que a presença de alguma pessoa lhe faz mal? Ou ao contrário, já chegou na casa de alguém em que a sensação de tranquilidade está presente?

Tenho um ponto e uma linha de raciocínio que diz muito sobre a transmissão de energia entre as pessoas e o quanto isso influência em nossos dias e em nossa vida aqui, agora.

Existem alguns segmentos religiosos e filosóficos embasados nessa questão para energizar locais, mentes e manias. Muitos nomeiam a renovação de energia em orações, benzimentos, passes e meditações, que apesar de seus inúmeros significados e nomenclaturas de religiões distintas, buscam a solução em apenas um ideal: fazer com que fiquemos bem com nós mesmos e consequentemente, repasse esse bem para as pessoas em nossa volta.

A relação humanitária em que alcançamos esses pontos se tornam a possível solução para manter um equilíbrio psicológico entre indivíduos racionais. Sei que hoje existem muitos problemas ligados a energias negativas, como depressões e ansiedades, e não culpo ninguém por isso.

Como uma voltagem de energia presente em uma tomada, existem pessoas que não possuem essa facilidade de transmissão e recebimento. Muitas deixam a voltagem elevada para o esgotamento mental, já outras, fazem da voltagem positiva uma recepção e filtro para realizar apenas aquilo que às faz bem.

Talvez o nosso propósito seja nos tornarmos uma extensão, da forma mais ilustrativa possível. Onde escolhemos se compartilharemos energias positivas ou negativas, e quem sabe dessa maneira ajudar quem está sem saber qual lado seguir.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Nada é impossível
As pessoas deixam de ser perfeitas quando pensam que são perfeitas
Informação e medidas preventivas são essenciais contra o coronavírus