Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

A equipe odontológica: Técnico em Prótese Dentária

Esta semana abordaremos sobre o profissional denominado Técnico em Prótese Dentária (TPD), ou, também chamado de Técnico em Prótese Odontológica.

A profissão do Técnico em Prótese Odontológica é regulamentada pela Lei nº 6.710 de 5 de novembro de 1979, que em seu artigo primeiro menciona que a profissão é permitida em todo o território nacional havendo necessidade dos profissionais estarem inscritos no Conselho Regional de Odontologia da região a qual façam parte.

Acredito que você está se perguntando aonde este profissional trabalha, já que a população – na maioria das vezes – não tem contato direto com ele, certo? O profissional Técnico em Prótese Dentária atua em conjunto com o cirurgião dentista planejando e confeccionando trabalhos odontológicos que tem como objetivo reabilitar o paciente, devolvendo a saúde, o conforto e o bem-estar.

Então, quais são as principais trabalhos que o Técnico em Prótese Dentária (TPD) realiza?

Esse profissional está capacitado para confeccionar próteses totais (dentaduras), próteses parciais (pontes), coroas, pinos, etc. Ou seja, é um profissional capacitado pra planejar, produzir e realizar manutenção dessas peças. Além disso, ele também pode treinar e supervisionar outros profissionais, administrar e gerenciar atividades de laboratório.

Quais atividades o Técnico em Prótese Dentária (TPD) não pode realizar?

Segundo a legislação este profissional não pode prestar assistência ou atendimento direto ao paciente, manter em seu laboratório equipamentos específicos de consultório odontológico, além de ser proibido de fazer propagandas de seus serviços ao público em geral.

É importante mencionar que o TPD muitas vezes não está nos consultórios ou em contato direto com o paciente, mas a atividade desenvolvida por ele é fundamental, uma vez que é através dele que o dentista consegue reabilitar um paciente devolvendo as funções mastigatórias e a estética. Esse profissional atua em laboratórios de prótese particulares,

laboratórios de próteses dentro de estabelecimentos (como clínicas, consultórios, universidades), também pode atuar em hospitais especializados em reabilitações bucais e faciais.

Segundo os dados do Conselho Federal de Odontologia (CFO) existem hoje 21.653 profissionais capacitados espalhados por todo o Brasil, sendo que no Paraná o total de profissionais é de 1276.

Ficou interessado nessa profissão? Existem diversas instituições regulamentadas para formar estes profissionais, entre elas destacamos Universidades, Institutos de Educação de nível Federal, Senac (de alguns estados). Além disso, na internet podemos consultar as instituições que ofertam este curso.

O curso de Técnico em Prótese Dentária tem duração em média de dois anos, e tem por objetivo capacitar – através de aulas teóricas e práticas – os profissionais para o trabalho laboratorial. Entre as disciplinas estudadas no curso destacamos: anatomia dental, materiais dentários, instrumentos e equipamentos odontológicos, entre outras disciplinas.

Espero que tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre essa profissão. Valorize esse profissional, ele está capacitado para o trabalho que realiza.

Até a próxima semana!

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Teste da Linguinha: você já ouviu falar?
Erosão dental: quando a alimentação pode afetar a saúde bucal
Odontologia no ambiente hospitalar, temos espaço?