Odontologia e Saúde Bucal - Valéria Kruchelski Huk

A escolha da escova correta

(Foto: Divulgação)

Imagem Ilustrativa

Quando pensamos em higiene bucal ou escovação, logo vem em mente um item imprescindível: a escova de dentes. No entanto, com a grande variedade de marcas, cores, modelos e tamanhos acabamos em dúvida sobre qual o mais adequado para nós.

O primeiro ponto a ser observado no momento da escolha da escova é o tipo da cerda: macia, média ou dura. As escovas com cerdas macias agridem menos a gengiva e são mais eficientes para remover a placa bacteriana e os restos de alimentos. O segundo aspecto a ser analisado é o tamanho da cabeça da escova, onde ficam as cerdas. A dica é: de preferência a escovas que possuem cabeça pequena porque facilmente alcançam todas as regiões da boca como, por exemplo, a região dos dentes posteriores. Outros aspectos, como o formato da cabeça, o tipo de cabo (se é flexível ou não), e o estilo das cerdas devem estar de acordo com o que for mais confortável para cada pessoa.

É possível encontrar ainda produtos mais específicos de higiene bucal como as escovas com limpadores de língua. Esses produtos, no entanto, podem ser substituídos pela escovação da língua com a própria escova.

Você deve escolher a escova que seja mais confortável para você e que facilite o momento da escovação. Alguns casos particulares, como pessoas com dificuldade motora, crianças, pessoas portadoras de necessidades especiais, ou pessoas idosas podem requerer um tipo específico de escova. Para esses casos, é importante marcar uma consulta com um dentista, que vai poder esclarecer as suas dúvidas.

É importante deixar claro que as escovas devem ser trocadas a cada três meses ou quando as cerdas estiverem desgastadas e desalinhadas. A troca com certa frequência serve para evitar que a escova cause danos à gengiva.

Lembre-se que não é a força empregada na escova que promove uma higiene adequada, mas sim os movimentos corretos e repetidos!

Últimos posts por Valéria Kruchelski Huk (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Medo de Dentista
Dente do Siso: Conhecendo um pouco mais
O dente quebrou, e agora?