Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

A originalidade da arquitetura são-mateuense – Parte VI

A casa colorida mescla a criatividade do proprietário com a irreverência na hora de decorar tudo lá dentro. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Qual cômodo da sua casa tem mais a ver com você? A sala, o quarto ou a cozinha? Nossas casas transmitem o que somos, principalmente na questão de personalidade. Quem gosta dos clássicos, móveis nesse patamar decoram as peças; os que preferem algo mais despojado, fazem desse estilo uma referência para quem conhece o lugar. Na edição dessa semana, você acompanhará uma casa que foge dos padrões e do estilo arquitetônico trazido pelos imigrantes. As cores vibrantes e a alegria do proprietário, além de moldar a estrutura da residência são o sinônimo do alto astral transmitido por Antônio dos Santos Borges.

Nascido e criado em São Mateus do Sul, o “Boca Rica”, como é popularmente conhecido, afirma que possui uma relação muito afetiva com o município, principalmente pela navegação. “Meu pai trabalhou muitos anos nos vapores”, afirma. Além dessa paixão pelo Rio Iguaçu, Antônio foi funcionário do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), e também montou sua própria oficina.

A criatividade de Borges já era destaque no nome do seu empreendimento. “Quando abri a oficina coloquei o nome de ‘Atir’, e algumas pessoas ficavam me perguntando o por que desse nome. Eu mandava a pessoa ler de trás para frente e tudo se resolvia”, explica Antônio, que homenageou sua esposa Rita na hora de nomear o espaço.

Podemos perceber que a criatividade sempre foi uma boa qualidade de Antônio, que contou de maneira sistemática que o nome de todos os seus filhos começam com a letra “B”: Berilo, Benilda, Bertília, Bernadete, Beatriz, Beraldo e Benvindo. Com o passar dos anos, Boca Rica resolveu montar a sua própria casa, planejando todos os cômodos. “O pessoal veio construir, mas até hoje quem faz as pinturas e troca os forros sou eu”, diz. No auge dos seus 81 anos de idade, Antônio esbanja confiança e determinação.

Quem passa pela Rua Agenor Nascimento se impressiona pela mistura das cores: o vermelho, o amarelo e o azul são as principais tonalidades na casa própria de Antônio e nas outras peças que ele aluga para demais moradores. “Meus inquilinos gostam muito das minhas cores”, enfatiza.

Logo na varanda já encontramos peças exclusivas feitas por Antônio: mesinhas, bancos, puffs, quadros e demais objetos personalizados de acordo com a cor da casa. “Sempre digo que sou uma pessoa pobre financeiramente, mas rica de qualidade de vida. Tenho minha casa, faço meus passeios e invenções e estou muito bem assim!”, garante. Os dias passam voando quando Borges está na produção dos seus peculiares e únicos objetos de decoração.

E as combinações não param por aí! Antônio personalizou sua moto e seu carro também com as cores alegres da casa. Uma das engenhosidades é o “porta-água” acoplado em sua moto feito em um cano PVC. A forma acessível e a funcionalidade com que o são-mateuense cria seus objetos personalizados lhe tornam uma pessoa admirável.

De bom papo e com uma simpatia sem igual, Boca Rica conta que sempre está em busca de produções novas para a sua casa. “Nunca enjoo dela, pois estou sempre mudando e reinventando”, diz.

Antônio encerra a entrevista em sua varanda dizendo: “O pessoal vai ver a foto da casa no jornal dessa cor, mas pode ter certeza que daqui algum tempo ela já vai estar diferente”, acena dando aquele sorriso simpático para a equipe da Gazeta Informativa, que conclui com sucesso a história de mais uma casa que ficará na história de São Mateus do Sul.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: