Todo o trajeto possuiu cerca de 23 quilômetros e contou com cerca de 145 ciclistas de todas as idades. (Fotos: Alexandre Müller)

Cerca de 145 ciclistas estiveram participando na tarde de sábado (23), do II Passeio Ciclístico Chico Pissolatto, que homenageou o atleta Francisco Waldir Pissolatto, incentivador do esporte e que faleceu em setembro de 2018 aos 68 anos. “Sinto bastante felicidade vendo a organização do evento… Fico imaginando ele pedalando junto, com certeza ia amar”, destaca Lucas Ramos, membro da família.

Organizado pela Igreja Batista de São Mateus do Sul, o evento também foi uma forma de comemorar o aniversário da instituição religiosa, que em 2019 completa 28 anos no município. Além dos carros de apoio e a distribuição de frutas durante o trajeto, o ciclista Anderson Müller ganhou uma bicicleta novinha, que foi sorteada no evento. Houve também a arrecadação de 150 quilos de alimentos não perecíveis que serão distribuídos para famílias do município.

Todo o trajeto possuiu cerca de 23 quilômetros e foi inspirado no caminho pedalado por Chico durante sua trajetória no esporte. Iago Hahn foi um dos ciclistas que participou das duas edições do evento, e conta que conheceu o caminho feito por Chico por meio de Alexandre Pizzolatto, sobrinho do ciclista homenageado. “Esse é o meu trajeto favorito e não escondo isso de ninguém. O pessoal que pedala comigo sabe disso. Se largar minha bike ela vai para lá sozinha”, brinca.

Iago Hahn participou das duas edições do Passeio Ciclístico.

Em todos os seis anos de pedal, Iago conta que já percorreu distâncias de 140 quilômetros em um dia. Boa alimentação – antes e após o trajeto–, manutenção e equipamentos adequados são alguns pontos elencados pelo ciclista para um bom pedal. “É importante salientar que a distância seja aumentada gradualmente para evitar o risco de lesões. Uso de protetor solar e uma boa hidratação também são fundamentais para quem quer começar no esporte.”

No dia do Passeio Ciclístico, a pequena Elisa fez o seu primeiro trajeto acima de 20 quilômetros. Da esquerda para direita: Josimeri Nizer Kupzik, Elisa Kupzik Pizzolatto e Alexandre Pizzolatto.

No dia do passeio ciclístico a família de Alexandre – sobrinho de Chico – também comemorou a vitória da pequena Elisa, de 8 anos, que fez o seu primeiro trajeto acima de 20 quilômetros. “Para a nossa família pedalar já é algo comum durante os fins de semana, mas esse passeio teve um gosto mais saboroso”, garante a mãe Josimeri Nizer Kupzik. Para a família a participação em passeios como esse traz um sentimento imensurável. “Poder compartilhar o amor pela bike com a nossa filha e mostrar à ela os lugares onde já fomos é incrível.”

Muitos amantes do ciclismo em São Mateus do Sul são incentivados pelo saudoso Chico Pissolatto que embarcado em sua bicicleta,
fez a sua história. (Foto: Acervo Família Pissolatto)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Equipe são-mateuense de Bocha é a terceira melhor do Brasil
Mulheres na Arrancada na Terra: a história das são-mateuenses na categoria Penélope
Equipe de São Mateus do Sul se torna campeã paranaense em duas modalidades de Bocha