Artigo de Opinião

“Acredite, você só vai dar valor para São Mateus do Sul quando for embora!”

Escutei essa frase algum tempo atrás e isso mudou muito o meu pensamento na relação “eu” e “São Mateus do Sul”. Como jovem, (isso deve se passar pela cabeça de muitos também) buscava na definição “não tem muito o que fazer” a explicação sobre São Mateus do Sul para meus amigos que moravam em outras cidades.

Não entrava em minha cabeça que aqui existia um cinema na época dos meus pais e na minha não existe nem se quer um lugar com atrações relacionadas a isso. Escutava (e na verdade ainda escuto) que “em cidade pequena tudo é pequeno, menos a língua do povo”, e isso me deixava com medo de fazer muitas coisas, e de demonstrar de um jeito sincero a minha opinião.

Por volta dos 13, 14 anos, me imaginava morando em uma cidade grande, com arranha céus, shoppings, movimentação de veículos e pessoas. Sintetizei uma vida detalhadamente “planejada”, e um lugar pequeno para se viver não entrava nesses quesitos.

Alguns familiares, amigos e conhecidos foram embora, e eu sempre perguntava como era morar e compartilhar da vida cotidiana em um lugar diferente. Até que um dia, escutei como resposta essa frase que ilustra o título desse editorial.

Dar valor para São Mateus do Sul apenas quando eu for embora? Como eu daria valor para um lugar (que até então) eu não criava muita expectativa? E com a resposta do porque dessa afirmação de valorização do município, comecei a perceber os pequenos detalhes que são passados despercebidos por muitas pessoas.

É lógico que aqui ainda tem muita coisa para melhorar (afinal, qual cidade não tem?), a oportunidade de mais opções de cursos superiores ainda é sonho para muitos jovens que precisam ir bater em outra cidade para realizá-lo. Mas aqui a questão é outra, muita gente reclama da cidade, das faltas de oportunidades, mas não fazem nada para reverter esse caso.

A evolução de uma cidade não se dá sozinha, ela acontece a partir de cada um de nós. Não adianta criticar de maneira nada construtiva e não fazer nada que realmente avance a cidade como um todo.

Que nestes 109 anos, o pensamento de líderes políticos, comerciantes, agricultores e principalmente dos jovens avance da mesma maneira que o progresso pela melhoria do município é desejado. Parabéns São Mateus do Sul e uma ótima evolução.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Talvez fugir seja se encontrar
O que uma deputada têm a ensinar sobre a educação
Vamos falar das árvores que estão sendo retiradas em alguns pontos da cidade?