Administração e Negócios

Administrando os conflitos

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

No meio empresarial é comum a ocorrência de conflitos. Eles podem ocorrer entre gerentes, sócios, funcionários, empresas parceiras, departamentos e até mesmo entre empresa e clientes.

Em muitas vezes os conflitos são inevitáveis devido à natureza humana, pois as pessoas pensam e agem de maneira diferente, possuem personalidade de acordo com sua realidade e, por conseguinte, expõem pontos de vista e formam opiniões de modos distintos, que muitas vezes são conflitantes.

Como as empresas são formadas por pessoas, é constante a possibilidade de ocorrências dessa ordem. No entanto, existem maneiras de administrar os conflitos transformando-os em oportunidades para geração de aspectos positivos.

Aperfeiçoar o trabalho em equipe, estabelecer mais confiança, fortalecer as relações humanas, melhorar o desenvolvimento pessoal dos colaboradores e promover a sinergia empresarial, são exemplos que podem ser empregados na administração de conflitos.

O problema é que um conflito nem sempre é visível, o que torna difícil identifica-lo. Uma forma eficaz de fazer, é estar atento às mudanças de comportamento, de atitudes e do clima no ambiente de trabalho.

É preciso disponibilizar um tempo para observar a situação de maneira precisa, verificando quem são os envolvidos e quais os efeitos reais e potenciais presente no conflito. Atuar com empatia, paciência e profissionalismo na administração do caso facilitará nas decisões necessárias.

Para evitar situações desagradáveis, é preciso planejar a abordagem e incentivar as partes a refletirem sobre os interesses da sua intervenção. Isso proporcionará um clima amigável, onde será possível a construção de um diálogo.

Uma abordagem afirmativa é sempre um ótimo meio de administrar conflitos. Esse tipo de abordagem envolve o fato de reconhecer que as pessoas têm opiniões e ideias distintas uma das outras, o que é absolutamente normal. Mas também envolve o incentivo para que as partes encontrem a real causa do conflito, e juntos possam levantar ideias para a solução, onde todos sintam-se confortáveis.

Permitir que todos opinem ajudará a estabelecer boas relações de trabalho, e em consenso poderá ser promovida uma solução efetiva para o caso.

É importante que a solução proposta seja convergente com os valores e princípios da empresa, de modo a não violar suas diretrizes.

Uma vez identificado, o conflito deve ser sanado o mais rápido possível para que a performance empresarial não seja prejudicada. Caso contrário, o mesmo poderá tomar proporções que comprometerá a cultura e o clima organizacional, cenário perfeito para que reinem a insatisfação e a improdutividade, dois venenos que podem asfixiar a empresa.

Apostar em um diálogo saudável e maduro, sem dúvidas é sempre uma boa opção, pois na maioria dos casos a comunicação direta entre as partes, sendo balizado de maneira correta e coerente, é capaz de solucionar o problema de maneira eficiente e eficaz, o que além de fortalecer a cultura organizacional, proporcionará aprendizado e crescimento para os envolvidos.

Nos encontramos na próxima edição! Bons Negócios.

Últimos posts por Eleandro Soares (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Organograma: Estrutura Empresarial
SAD: sistema de apoio à decisão
Cargos, salários, remuneração e carreira