Os Caminhos do Desenvolvimento

Agricultura: fonte de riquezas e oportunidades

Imagem Ilustrativa

Imagem Ilustrativa

O setor da Agricultura e do Agronegócio é um dos pilares da economia são-mateuense mais comumente apontado pelo NDE – Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo de São Mateus do Sul – como sendo uma das grandes forças ao desenvolvimento local. Conquistando a posição de 28º. no PIB agropecuário do Paraná em 2014, São Mateus do Sul destaca-se na produção de soja, batata, fumo, feijão, erva-mate, entre outros, contribuindo para que o Paraná obtenha destaque nacional sob o título de Celeiro do Brasil.

Alvo de estudos do Grupo 2 do NDE, muitas são as oportunidades que se sobressaem da agricultura, sendo exemplos o beneficiamento e industrialização de seus produtos primários e a comercialização de fertilizantes sólidos a partir dos subprodutos do processamento do xisto. O setor também vem dando maior importância à pesquisa e a implantação de novas tecnologias para o aumento da produtividade, o que demonstra a necessidade contínua de aperfeiçoamento e capacitação. Recentemente, o presidente da Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Maurício Lopes, destacou o modelo de agricultura adotado no país baseado na ciência, projetando o Brasil como referência em supersafras de grãos. Apesar das oscilações do clima que jogam seus efeitos sobre as plantações, as pesquisas aplicadas no setor seguem atentas, fazendo com que o Brasil realize uma agricultura ao longo de todo o ano. Para Lopes, “o país desenvolveu uma agricultura resiliente, capaz de superar obstáculos, com práticas de cultivo com variedade de ciclo curto, plantio direto e sistemas integrados (lavoura-pecuária-floresta)”.

Correspondendo a 23% do PIB brasileiro, o agronegócio é o carro chefe da economia nacional. O principal destaque do setor é a sua capacidade de geração de empregos, com previsão de milhares de novos postos de trabalho para este ano. Para Felipe Staniszewski, coordenador do Grupo 2 do NDE, a agricultura e o agronegócio tem uma importância fundamental no futuro de São Mateus do Sul. ”O desenvolvimento de novas tecnologias de mecanização, adubação e plantio, trouxe grandes ganhos de produtividade, mas esse ganho tem um custo. O produtor rural deve agir como um empreendedor rural, administrando sua propriedade como uma empresa, minimizando custos e maximizando lucros. O agronegócio traz também uma grande oportunidade para diferenciação de produtos, agregando valor ao produto final, podendo trazer mais receitas e empregos para o nosso município” comenta.

O Brasil se tornou um dos maiores produtores mundiais de alimento, caminhando para se tornar, segundo a FAO – sigla inglesa para Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura – a principal alternativa para abastecer a população mundial no futuro. Segundo a previsão de especialistas, até 2050 o mundo irá abrigar mais de 9 bilhões de pessoas e a produção de alimentos terá que ser dobrada. Portanto, neste cenário tão crescente da demanda por alimentos, como não projetar São Mateus do Sul, que hoje já dá importante contribuição à economia através da agricultura, como uma das cidades destaque no estado do Paraná na produção de alimentos? Através de uma visão empreendedora em longo prazo, fortalecimento e valorização dos profissionais agricultores e aumento da cadeia produtiva com a industrialização de novos produtos, haveremos de ser testemunhas e participantes de belas conquistas!

Ingrid Ulbrich
Últimos posts por Ingrid Ulbrich (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O Turismo levado a sério
Os 7 Pilares do Desenvolvimento
O Capital Humano para a Ciência e Tecnologia