As obras de conclusão do Centro de Eventos de Antonio Olinto que fica dentro do parque, estão a todo vapor. Nas fotos, é possível ver como vai ficar, e imagens da obra em andamento! (Fotos: Prefeitura de Antônio Olinto/prefeito Fábio)

A Prefeitura de Antônio Olinto trabalha para criar espaço de lazer e eventos. Obviamente que para uso no pós-pandemia da Covid-19, contudo proporcionando entretenimento e bem-estar aos munícipes e focando atrair visitantes para a cidade. São em torno de R$ 2 milhões investidos e obra entra na fase final, para conclusão, que vai permitir a realização de diversas promoções sociais.

O prefeito Fábio Machiavelli comemora o avanço do trabalho para o estágio de conclusão. Ele destaca que o local se resumia a um espaço sem uso, mas o planejamento, até antes de assumir a prefeitura, foi de proporcionar um local de lazer para os cidadãos locais e visitantes. As obras entraram na fase final e, em breve com a finalização, muitos eventos poderão fazer uso do espaço público.

“O local contará com o barracão com toda estrutura para eventos. Uma pista bem planejada para velocross e motocross com área de camping. Conta também com espaço amplo para montagem de arenas para shows, estacionamentos amplos, churrasqueiras e toda uma beleza em meio à natureza”, destaca o prefeito. Demonstrando que o Centro de Eventos pretende centralizar diversos tipos de atrações.

Vista área mostra a proximidade com a região central facilitando o acesso público ao parque municipal para eventos.

Espaço do motocross e velocross que foi usado em 2019, nas festividades do aniversário do município.

O que era apenas mais um terreno sem uso, algumas árvores e um espaço para construção vai proporcionar entretenimento para o município. Fábio Machiavelli cita de que, além da construção e organização do Centro de Eventos, a expectativa é de ampliação. Disso a disponibilidade de espaço para, por exemplo, num projeto de continuidade a partir do próximo ano, organizar uma cancha de rodeio.

Ideia e execução

“A ideia já tínhamos muito antes de assumirmos a gestão em 2013. Foi aí então que começando do zero fomos criando um esboço. Trouxemos energia elétrica, água da Sanepar e pleiteamos junto ao então deputado federal João Arruda um recurso para construirmos um barracão (Centro para Eventos e Exposições). O qual possuí mil metros quadrados”, relata o prefeito.

João Arruda encaminhou verbas federais no valor de R$ 550 mil, acrescidos de outros R$ 350 mil da prefeitura – recursos próprios. Com isso, o município passou a sonhar com um local apropriado para eventos. O que até então não existe na cidade para promover desde festas até exposição para agricultores, promoções educacionais, da cultura e outros da sociedade local. Visando, também, atrair visitantes.

Posto o desafio, e com os recursos disponíveis, a administração municipal iniciou o projeto e trabalhou para organizar o espaço da construção, com os demais elementos estruturais do Centro de Eventos e Exposições. Além dos R$ 900 mil reservados inicialmente para a construção do barracão, a prefeitura investiu em diversas outras ações de preparação do local.

Investimento e economia

Fábio Machiavelli cita que o investimento, somando todo o aparato de infraestrutura, desde a terraplanagem até a preparação da estrutura de lazer, camping e pistas de corrida até a construção do barracão em si, chega ao montante de R$ 2 milhões. Ele lembra que havia apenas o terreno, sem ligação de energia elétrica e nem água. E o objetivo é entregar a estrutura pronta para uso.

Se por um lado o prefeito lamenta não pode se utilizar do espaço, ainda, devido às restrições sanitárias e sociais que visam a contenção de avanço da Covid-19, por outro prevê a entrega das chaves até o final do ano. Segundo ele, o objetivo é de deixar tudo pronto para uso até dia 31 de dezembro de 2020, quando encerra sua gestão. “Com toda a estrutura montada”, acrescenta Fábio Machiavelli.

O local tem espaço para montar arenas de shows, conforme ocorreu em outubro de 2019.

O espaço passou a ser ‘muito desejado’, de acordo com o prefeito. Apenas freado o uso por conta da pandemia. Ressaltando de que tanto a população local poderá fazer uso das estruturas, bem como organizar eventos de cunho social e coletivo, quanto turistas poderão frequentar o Centro de Eventos e Exposições. Isso, ‘alavanca a economia’, atraindo turistas, segundo o prefeito.

O Centro de Eventos e Exposição fica a aproximadamente 800 metros da cidade e menos de 500 metros do Santuário Nossa Senhora dos Corais – Padroeira dos Ucranianos Católicos no Brasil. Facilitando o acesso para os moradores da área urbana do município e estabelecendo um elo com o principal atrativo cultural, religioso e histórico de Antônio Olinto: a igreja tombada como patrimônio histórico.

Disso a importância da obra, para Fábio Machiavelli, sem contar a ausência de um parque municipal. Sua gestão buscou, justamente, criar este espaço num lugar estratégico, dando a devida importância aos valores culturais do município e promovendo a cultura e a história. Além do que, o Centro de Eventos fica cravado em meio à imensa área verde, na harmonia com a natureza.

Sidnei Muran

Sidnei Muran

Jornalista (MTB 7597 DRT/PR), formado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), pós-graduado em História e Cultura pela Unespar – campus de União da Vitória e Licenciado em História pela Unespar – campus de União da Vitória.
Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
São João do Triunfo investe em iluminação de led
Curiosos atrapalham resgate de incêndio em Porto União
Pescadores são presos em São João do Triunfo por pesca predatória