Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Após 122 anos no comando do Tabelionato, família Schramm se despede com sentimento de dever cumprido

Entenda como funcionou a mudança do tradicional Tabelionato de São Mateus do Sul para novo endereço e comando. A equipe se despede com muito carinho da antiga sede do Tabelionato da família Schramm. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

O trabalho realizado pela família Schramm no tradicional Tabelionato de São Mateus do Sul, localizado na Rua 21 de Setembro, 478, foi finalizado nessa segunda-feira (23). Após 122 anos de atuação, a sede e todo acervo foi transferido para a Rua Tenente Max Wolff Filho, 355, e terá o nome de Lizoni Aparecida Vidal Gralak como titular interina.

Segundo o Juiz de Direito, André Olivério Padilha, o serviço prestado por um Tabelionato não pode ser de responsabilidade de pessoa jurídica, mas sim física. Anteriormente, o local tinha como titular o tabelião concursado nomeado agente delegado do Serviço do Tabelionato de Notas e Protesto de Títulos, titular da Sede da Comarca, Edison Carlos Schramm, que faleceu em 2016. “A Lei fala que após o falecimento do titular, a escrevente mais antiga passa a se tornar responsável pelo Tabelionato”, explica o Juiz. Romilda Terezinha Zanetti Schramm, possuía esse cargo e era casada com Edison Carlos Schramm. Ela ficou como responsável provisória após o falecimento do esposo.

O Juiz explica que depois do falecimento do titular, o Tabelionato precisa ir para concurso. “Esses concursos não abrem com frequência, e é um processo longo”, comenta. Em 2016, o Tribunal mudou o entendimento dessa Lei, especificando que nenhum familiar do titular poderia assumir a responsabilidade à frente do Tabelionato. “Dessa maneira foi nomeada a Lizoni, que era a segunda escrevente mais antiga e que não possui nenhum grau de parentesco com o antigo titular”, diz.

O tradicional Tabelionato é responsável por manter em seu acervo importantes documentos como escrituras, registros de nascimentos, casamentos, óbitos, vendas e compras de terrenos. Todo processo de legalidades de São Mateus do Sul estavam entre os arquivos guardados sobre os cuidados da família Schramm. “Fico bastante emocionada nesse momento. Mas estou profissionalmente tranquila e feliz por ter cumprido com responsabilidade todas as minhas tarefas aqui no Tabelionato”, enfatiza Terezinha Schramm.

A nova sede do Tabelionato é na Rua Tenente Max Wolff Filho, 355 – Centro. Telefone para contato (42) 3532-4920. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

A antiga responsável comenta que em todos os anos de serviço fazia questão de atender cada pessoa de acordo com suas necessidades. “Espero que a responsabilidade, a clareza e a honestidade perseverem dentro do Tabelionato, pois foi dessa forma que a família Schramm conduziu o trabalho até o último dia”, diz.

De acordo com Lizoni, atual titular interina responsável pelo local, ela trabalhou 28 anos como escrevente, e possui um forte carinho por toda família Schramm. “Fiquei muito feliz e darei continuidade em todo trabalho feito com comprometimento pela família. Agradeço a confiança”, garante. Lizoni é muito conhecida no município pelo trabalho já realizado dentro do Tabelionato, sendo referência em bom atendimento e simpatia.

Durante a transferência do acervo para o novo endereço, o Juiz, juntamente com os procuradores, estiveram presentes para garantir que todos os livros contendo os arquivos de São Mateus do Sul chegassem corretamente até o local. O Tabelionato passou a funcionar normalmente a partir de quinta-feira (26), o telefone para contato é (42) 3532-4920.

122 anos? É isso mesmo?

O que muitos podem ter se questionado é sobre os anos que o Tabelionato está na família Schramm. 122 anos não seria muito tempo sendo que São Mateus do Sul estará completando 110 anos em 2018? Vale a pena salientar que a cidade estará comemorando sua emancipação política esse ano, mas antes disso, o município já passava por negociações.

A equipe da Gazeta Informativa esteve presente na data de transferência dos arquivos, e conferiu a entrega do acervo do Tabelionato. Na imagem, você pode conferir os registros datados de 1896, onde a aquisição de terrenos nas comunidades do interior do município já estavam sendo feitas. Importantes documentos como escrituras, registros de nascimentos, casamentos, óbitos, vendas e compras de terrenos estão entre esses arquivos.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski

Últimos posts por Cláudia Burdzinski (exibir todos)

Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: