O bairro da Vila Americana é sede da residência de muitas famílias e de algumas atividades comerciais que
se desenvolvem em nossa cidade. (Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

O período de pandemia ocasionado pelo coronavírus, tem colocado em foco a atuação de diversos profissionais de nossa sociedade. Apesar dos reflexos econômicos e sociais negativos, muitos trabalhadores estão se desdobrando, a fim de dar prosseguimento a algumas atividades bastante importantes. É o caso da educação pública, serviço que passou a ser ofertado à distância, em função da necessidade de contenção do espalhamento do vírus em nosso estado.

Nos últimos meses a Gazeta Informativa vem acompanhando e noticiando o trabalho dos diversos colégios públicos de nossa querida cidade. Nessa edição, iremos retratar os esforços realizados no Colégio Estadual Professor Paulo Stencel, que atende diversos jovens oriundos de diferentes localidades do município. A escola está localizada no bairro da Vila Americana, onde residem muitas famílias são-mateuenses.

Novas práticas

A diretora Sonia Sebben comentou sobre o período que marcou o início das atividades de educação à distância no Colégio. “No começo ninguém estava familiarizado com a utilização dessas novas ferramentas tão intensamente na educação. Aos poucos a coisa foi se acalmando e com o uso de tutoriais e transmissões ao vivo, começamos a entender melhor sobre o sistema. Agora as aulas através do Aula Paraná e do Google Classroom estão surtindo bastante efeito”, explicou ela.

Acessibilidade e o perfil do Colégio

Uma das maiores preocupações da equipe pedagógica da escola, é a questão da acessibilidade às novas plataformas, por parte dos alunos. O Colégio Paulo Stencel atende jovens que residem em muitas regiões de nossa cidade, desde os bairros da Vila Amaral, Parque das Tamareiras e Colônia Iguaçu, até as comunidades rurais da Anta Ruiva e Emboque. Além disso, também estão matriculados regularmente, vários estudantes do Loteamento São Joaquim e do Condomínio Canguçu, o que representa um serviço de extrema importância à comunidade são-mateuense. No total, a escola conta com 275 alunos.

A entrega dos educadores e estudantes

A diretora refletiu sobre o momento vivido pela educação pública. “Nem todos os nossos alunos possuem acesso à internet ou celular com memória suficiente. Os professores estão dando um show na utilização dos aplicativos, fazendo muitas reuniões online e se reinventando a cada dia que passa. Também temos muitos alunos que se destacam, realizando todas as atividades propostas, com excelência. A taxa de realização dessas atividades gira em torno de 80%”, comentou ela.

O Colégio possui uma elevada taxa de retorno das atividades de educação à distância, girando em torno de 80%.

Reinventando a educação

A professora de inglês Rosangela de Oliveira, revelou alguns aspectos da educação à distância. “Nós professores temos nossas salas de aula no Google Classroom e por lá trabalhamos com os alunos. Verificamos o conteúdo e a explicação do (a) professor (a) da vídeo-aula e postamos atividades. Além disso, também realizamos chamadas com os estudantes, que auxiliam na aproximação e no esclarecimento de dúvidas. Os alunos que não têm acesso à internet, buscam as apostilas com o conteúdo e as tarefas na escola, que também são posteriormente corrigidos e devolvidos por nós. É um processo de aprendizado constante, vivido tanto pelos alunos, quanto pelos professores”, refletiu ela.

O objetivo principal da educação pública

Todo o esforço realizado pela equipe de funcionários do Colégio Estadual Professor Paulo Stencel, tem um objetivo: a realização dos alunos. Os jovens estudantes são o futuro de um país que vive uma crise constante de identidade. Entender o Brasil e a cidadania é a chave para a formação de uma sociedade cada vez mais atuante, o que pode ser alcançado com a valorização da educação pública.

A aluna Mariana Marques comentou sobre a parte que cabe aos estudantes. “Obviamente nenhum método substitui as aulas presenciais, mas entendo que nessa fase, é importante que as atividades à distância sejam mantidas. Os alunos precisam se dedicar e estudar, utilizando as redes sociais para facilitar a comunicação com os professores. O sistema de estudo no início foi complicado, mas quem está disposto a se esforçar, irá colher bons frutos mesmo com o distanciamento dos educadores, que precisaram alterar radicalmente seus métodos de ensino”, declarou ela.

As dependências do Colégio Estadual Professor Paulo Stencel estão plenamente revigoradas, prontas para a
utilização no momento que for mais sadio à sociedade.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Concurso de Prendas e Peões acontece em São Mateus do Sul
Encerrada com chave de ouro as festividades do mês polonês
Mostra de Inovação e Marketing Empresarial da Uniuv leva centenas de pessoas para conhecer a instituição em São Mateus do Sul