Cidade

Audiência pública é realizada visando o início do processo de pavimentação do trecho que liga São Mateus do Sul a Irati

As cidades de São Mateus do Sul e Irati sediaram nesta quarta-feira (3), consultas públicas para tratar da pavimentação da PR 364, que liga os dois municípios. Mais de 100 moradores participaram dos eventos em cada uma das cidades. As consultas foram realizadas visando o início do processo de pavimentação, que ao longo de anos é combustível para promessas eleitorais. No total, serão 47,71 km de pavimentação, passando por três municípios, o que representa uma obra que terá impacto num público aproximado de 120 mil pessoas. A rodovia terá faixas de rolamento com 3,50 m cada, acostamento com 2 m, e também ganhará uma nova ponte sobre o Rio Turvo, com 21,60 m de extensão. Há estudo para se limitar a velocidade a 80 km/h. Também foram projetados os acessos aos municípios de Irati e São Mateus do Sul, e a interseção no ponto ligando à estrada que leva a Rebouças. Em Irati, a confluência com a BR-153 está prevista em forma de viaduto. Em São Mateus do Sul, haverá ciclovia no início do trecho de perímetro urbano. Haverá necessidade de desvio do tráfego para execução da pavimentação e logística de meia pista no andamento da obra. O montante de investimentos é mais de R$ 140 milhões. A previsão é de que a licitação internacional ocorra ainda no primeiro semestre. (Fotos: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

As cidades de São Mateus do Sul e Irati sediaram na quarta-feira (03/05), consultas públicas para tratar da pavimentação da PR 364, que liga os dois municípios. Mais de 100 moradores participaram dos eventos em cada uma das cidades. As consultas foram realizadas visando o início do processo de pavimentação, que ao longo de anos é combustível para promessas eleitorais. No total, serão 47,71 km de pavimentação, passando por três municípios, o que representa uma obra que terá impacto num público aproximado de 120 mil pessoas. A rodovia terá faixas de rolamento com 3,50 m cada, acostamento com 2 m, e também ganhará uma nova ponte sobre o Rio Turvo, com 21,60 m de extensão. Há estudo para se limitar a velocidade a 80 km/h. Também foram projetados os acessos aos municípios de Irati e São Mateus do Sul, e a interseção no ponto ligando à estrada que leva a Rebouças. Em Irati, a confluência com a BR-153 está prevista em forma de viaduto. Em São Mateus do Sul, haverá ciclovia no início do trecho de perímetro urbano. Haverá necessidade de desvio do tráfego para execução da pavimentação e logística de meia pista no andamento da obra. O montante de investimentos é mais de R$ 140 milhões. A previsão é de que a licitação internacional ocorra ainda no primeiro semestre. (Fotos: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Na manhã de quarta-feira (03/05), foi realizada nas dependências do Centro da Juventude Laurival Mayer, a audiência pública acerca do asfaltamento da PR 364, trecho com cerca de 47,71 km que liga as cidades de São Mateus do Sul e Irati.

A audiência é uma das fases do processo, exigida pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e organizada pela Secretaria de Infraestrutura e Logística do Estado do Paraná em parceria com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do município e Irati.

De acordo com a equipe composta por técnicos, engenheiros e profissionais do DER, a obra que terá o custo de aproximadamente R$140 milhões, beneficiará cerca de 120 mil habitantes das cidades de São Mateus do Sul, Rebouças e Irati (estimativa de acordo com o IBGE de habitantes nas respectivas cidades).

Estiveram presentes na audiência, inúmeras autoridades e representantes de entidades e associações de São Mateus do Sul, além de empresários, moradores que residem às margens da rodovia e estudantes que utilizam diariamente o trecho até Irati. Também se fez presente, o Secretário Estadual de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, popularmente conhecido como Pepe Richa, que afirmou estar otimista quanto ao início e conclusão da obra que trará vários benefícios a todo o estado.

Dentre algumas características apresentadas pelos engenheiros da Secretaria de Infraestrutura e Logística, durante a audiência, destaca-se: construção da nova ponte do Rio Turvo, com extensão de 21,60 m; o aproveitamento da estrada já existente; a implantação de variante em Irati; a implantação de ciclovia e passeio para pedestres no trecho de perímetro urbano em São Mateus do Sul e pavimentação flexível com Concreto Betuminoso Usinado a Quente (CBUQ).

Após a realização das audiências em ambos os municípios, os relatórios e documentações necessárias serão enviados ao BID e em seguida o processo de licitação será aberto. Conforme Pepe Richa, o segundo semestre de 2017 será o período desta fase “e temos a certeza que tudo dará certo, pois a parceria com o BID é garantia de êxito, e no início do ano de 2018 as obras terão início”, diz.

Na oportunidade, inúmeras questões foram levantadas pelos presentes e sanadas pelas equipes do governo do estado e do DER, tais como: a duração da obra – estimada em dois anos; a existência de acostamento na rodovia – o projeto prevê os acostamentos com 2 metros de largura; os trevos/interseção de acesso aos municípios – serão construído e adaptados nas entradas de São Mateus do Sul, Rebouças e Irati, que contará com um desvio na comunidade que localiza-se na entrada da cidade; a viabilidade da contratação da mão de obra em São Mateus do Sul – de acordo com os técnicos, esta é uma responsabilidade da empresa vencedora da licitação e provavelmente haverá a necessidade de contratação de profissionais em ambas as cidades; a frente de trabalho – a empresa ganhadora da licitação, após analisar o projeto definirá de onde partirá o início da obra (Irati ou São Mateus do Sul) tudo irá de encontro com as demandas e ofertas.

“Considerei importante este pontapé inicial junto a sociedade civil organizada, do qual foram dirimidas importantes dúvidas da população através das apresentações técnicas que foram realizadas. Resta ao poder público local continuar se empenhando para trazer esta importante obra, bem como penso que o Núcleo de Desenvolvimento e Empreendedorismo (NDE) de São Mateus do Sul deve monitorar o andamento do processo, até a autorização para início efetivo da obra, para que não tenhamos novamente surpresas desagradáveis”, comenta Kemmel Abib, empresário e técnico em segurança.

“A audiência foi feita de forma clara, transparente e objetiva. A obra é de fundamental importância para o desenvolvimento do município e região. Em particular, para o meu comércio, vai aumentar e muito a minha clientela de pessoas que passam por São Mateus do Sul”, fala Haroldo Ferreira, proprietário de um restaurante.

“A audiência foi importante para nossa população ter uma ideia de como estão os trabalhos para a realização da tão sonhada e esperada pavimentação da PR 364. É de enorme relevância essa pavimentação, devido a ligação rápida entre os municípios, a importância se dá ao comércio, ao desenvolvimento agrícola, por ligar áreas rurais com grandes produções, e na minha opinião algo muito importante é uma nova oportunidade para muitos jovens ingressarem em uma universidade estadual renomada, como é o caso da Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) campus de Irati, a qual eu tive o privilégio de me formar em Ciências Contábeis. Foram 4 anos sofridos, com muita poeira, barro, chuva, frio, várias tentativas de assalto. O primeiro ano viajamos de fusca e o quarto e último com mais 6 colegas, de kombi. Muitas vezes ficamos, várias horas, na estrada, com o carro quebrado esperando socorro, mas valeu muito a pena o esforço, torço para que realmente se concretize essa pavimentação, assim muitos jovens terão uma oportunidade de se formar”, diz o contador Mario Machado.

Alexandre Müller
Alexandre Müller

Últimos posts por Alexandre Müller (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Inscrições para o processo de escolha dos membros do Conselho Tutelar de São Mateus do Sul estão abertas
Nova diretoria do hospital toma posse
UNIUV promoverá na próxima terça-feira a IV Mostra de Inovação e Marketing Empresarial em São Mateus do Sul

Os comentários estão fechados