Cidade

Audiência Pública será realizada a fim de debater a criação de uma instituição para idosos em São Mateus do Sul

A Audiência Pública que promoverá a discussão sobre a criação de uma instituição para as pessoas idosas em São Mateus do Sul, será realizada nas dependências da Câmara Municipal, às 18 horas, na segunda-feira, dia 21 de maio de 2018. (Foto: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Será realizada na próxima segunda-feira (21), na Câmara Municipal de Vereadores de São Mateus do Sul, logo após o término da realização da 15ª sessão ordinária legislativa, que inicia às 18h, a Audiência Pública que dirigirá a discussão sobre a implantação de uma instituição de longa permanência para idosos no município.

A audiência é proposta pelo Ministério Público, por meio da Promotoria de Justiça, através do promotor Thimotie Aragon Heemann, que há cerca de algumas semanas convocou o representante do legislativo municipal, Nereu Edmundo Dal Lago a participar de uma reunião, onde questionou sobre a existência ou não de projeto ou iniciativa sobre a criação de um local especializado para a permanência de pessoas idosas em São Mateus do Sul.

Segundo Nereu, o promotor citou o caso ocorrido há pouco tempo na cidade, de uma senhora que foi hospitalizada e não possuía parentes e/ou responsáveis para lhe acompanhar em sua alta médica, havendo a necessidade de encaminhamento para uma casa de idosos em outro município.

Ainda de acordo com Nereu, o promotor exigiu providências a respeito da implantação de um local específico para a permanência de idosos. “Eu, assim como o Prefeito, temos uma visão de que realmente há a necessidade de uma solução para esse problema, pois a preocupação é muito grande.”

A discussão será realizada junto de toda a comunidade. Os convites foram entregues pelos funcionários da Câmara a todos os membros representativos da comunidade e há a expectativa de casa cheia para acompanhar. Participe você também!

Instituições de Longa Permanência para Idosos

Entre os vários dos desafios do envelhecimento saudável e com qualidade de vida está a garantia da convivência familiar e a integração do idoso na comunidade. A permanência do idoso em casa é uma situação que deve ser preservada e estimulada por toda a família, porém o envelhecimento é uma realidade de muitas faces, e a opção pela moradia em instituição de longa permanência é, algumas vezes, a única alternativa.

As instituições de longa permanência são locais de acolhimento em regime integral, previstas na proteção social especial de alta complexidade, para atender idosos em situação de abandono ou negligência, em caso de suspensão temporária ou quebra de vínculo familiar e comunitário.

Neste contexto, essas instituições conhecidas como serviços de acolhimento institucional, sob a gestão da assistência social, se apresentam como uma das alternativas de cuidados não-familiares às pessoas idosas.

A questão social dos idosos pode ser considerada como um desafio frente ao aumento da população na faixa etária de 60 anos ou mais. Os constantes debates em defesa do Sistema Previdenciário, configura-se como uma agenda social a ser enfrentada pela sociedade brasileira. Ainda convivemos com a conotação negativa sobre o envelhecimento humano em nossa sociedade, desprezando fatores como a valorização da experiência humana, sabedoria e propriamente o triunfo da longevidade.

Diante da crescente demanda da população brasileira frente ao envelhecimento, foi promulgada a Política Nacional do Idoso, através da Lei nº 8.842 de 1994. Esta política assegurou direitos sociais à pessoa idosa criando condições para promover sua autonomia, integração e participação efetiva na sociedade.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Moradores manifestam sobre ruas em más condições nos bairros de São Mateus do Sul
Postes queimados há meses incomodam moradores
Carreata em combate a pedofilia é realizada em São Mateus do Sul