Família de São Mateus do Sul (PR) que ganhou destaque nacional.
Welington que estava pescando na localidade de Fartura do Potinga, área rural do município, encontrou o balão preso em meio a vegetação. Ele levou o achado para a filha, Emily, de dois anos.

Perdido no dia 31 de dezembro de 2021, um balão, cheio de gás hélio, ‘viajou’ cerca de 600 quilômetros entre Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, e São Mateus do Sul, aqui no Paraná onde foi encontrado pelo mecânico são-mateuense Welington Leal Gamarra em 2 de janeiro de 2022, na área rural do município. Além dessa história ganhar repercussão nacional, ela acabou sendo o gatilho para o surgimento de uma nova amizade entre as famílias! O assunto foi pauta em reportagem especial no Fantástico transmitida no último domingo (16).

O ‘balão viajante’. Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

Mãe são-mateuense afirma que Emily “fez a festa com o balão”. Foto: Veridiane Sander/Portal Cultura Sul FM

A história, com final feliz, começou no dia do aniversário de Henrique, de 4 anos, que é carinhosamente chamado pela família de Hique. Os balões que ele havia ganho da família escaparam e sumiram no céu para a tristeza do menino, mas acabaram sendo encontrados, dois dias depois, pelo Welington, que os levou para a filha Emily de 2 anos.

“A gente ficou surpreso. Viajar 600 quilômetros o balão… Não estourar, não pegar chuva, porque a etiqueta estava intacta, o balão estava perfeito. Ele estava enroscado na vegetação e estava flutuando ainda”, conta Welington.

A esposa de Welington, Giseli Cordeiro, contou que o balão estava “cheio e bonito”. Outros balões menores, furados, estavam juntos ao principal. A curiosidade do casal despertou com o nome impresso no balão: Hique, apelido da criança que tinha perdido o balão dias atrás.

Hique e a família antes do balão ser perdido no dia 31 de dezembro de 2021. Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

O balão perdido estava com uma etiqueta com o nome da loja em que foi comprado, nome da cliente e número de telefone. Gisele contatou a Paula, mãe do Hique e, ao saber que quando o balão escapou, ainda em dezembro, Paula, disse para o filho que falaria com os astronautas para recuperá-lo, então Gisele resolveu devolver o sorriso para Henrique e mandou um novo balão para ele.

Desde o achado, mães conversam rotineiramente. Foto: Divulgação/Arquivo pessoal

A família paranaense encomendou, à distância, um balão de astronauta na mesma loja em que o primeiro balão foi comprado, e mandou entregá-lo de surpresa para Hique, junto com uma linda carta. A criança recebeu o novo brinquedo na quarta-feira (12).

Balão que Hique recebeu na quarta-feira (12/01). (Foto: Divulgação)

A gentileza acabou gerando uma amizade entre as duas e Paula não pensou duas vezes antes de convidar o casal do Paraná para uma festa oficial de aniversário de Hique.

Segundo Gisele, a família não conhecia Porto Alegre e nenhuma outra cidade gaúcha, e aceitaram o convite da festa que aconteceria no dia (16/01). A família paranaense pegou a estrada no final de semana para conhecer o Rio Grande do Sul, e em especial a família que conheceram através do balão.

“Acreditamos que nada é por acaso, e felizmente está nascendo uma linda amizade, que começou graças a um balão perdido que viajou, passando o estado de SC e caindo justo aqui. Estamos animados e felizes”, concluiu Gisele.

Conforme as duas entendiam o que tinha acontecido, elas perceberam o quão surpreendente foi a história do “balão viajante” e continuaram conversando diariamente.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
De São Mateus do Sul para o mundo
De São Mateus do Sul direto para Alemanha
Torneio de Pesca de Plástico? Pescadores retiram meia tonelada de plástico do mar no litoral norte de SP