Máquina do Tempo

Bella Ciao

No ano de 1942, o jornal “O Dia”, publica uma reportagem sobre a infiltração nazista no estado do Paraná. Na história, o Paraná foi a quinta cidade no Brasil a possuir o maior número de adeptos ao Partido Nazista. Foto concedida por Gerson Cesar Souza.

Na coluna dessa semana, trago a definição de um termo que tem tomado as discussões e os embates políticos nas redes sociais, TV, jornais, rádio etc. Afinal de contas, o que é fascismo? O termo “fascismo” vem do italiano fascio, que significa “feixe”. Na Roma Antiga, o fascio littorio, era um machado revestido por varas de madeira. Ele geralmente era carregado pelos lictores, guarda-costas dos magistrados que detinham o poder. O fascio podia ser usado para punição corporal, e também era um símbolo de autoridade e união. No século XX, o político italiano Benito Mussolini se apossou desse símbolo para seu novo partido. Em 1914, ele fundou o grupo Fasci d’Azione Rivoluzionaria, que em 1922, surgiria o conhecido Partido Nacional Fascista. O uso do fascio não foi à toa. A Itália enfrentava uma profunda crise desde sua unificação tardia (concluída em 1870), e as consequências da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) pioraram a situação. Mussolini prometia, com o fascismo, trazer de volta os tempos áureos do antigo Império Romano.

O fascismo consiste num sistema político totalitário, nacionalista, e antidemocrático, que utiliza do militarismo, da violência, onde privilegia-se conceitos de nação e raça sobre os valores individuais. Pesquisadores afirmam que o fascismo pode surgir em diversos lugares e épocas por viés ideológico e político. Contudo, sempre sob as mesmas circunstâncias: períodos de crise econômica e política, com a total descrença popular e falta de representatividade. Geralmente, são elencados inimigos comum da nação, símbolos e gestos próprios e a propaganda e propagação de informações falsas, são táticas para ganhar a aprovação popular. De forma direta, são feitas propostas rasas para solucionar problemas complexos, no âmbito, econômico político e social. Por conseguinte, o poder personifica-se em um indivíduo carismático e caricato, encarado como o “salvador da pátria”. O maior exemplo? Adolf Hitler, o nazismo foi uma dase maiores expressões do fascismo, por isso o termo, nazi-fascismo. Em 1943 durante a Segunda Guerra Mundial, quando os países Aliados invadiram a Itália, os nazistas resgataram Mussolini e o levaram para o norte do país, onde ele tentou restituir seu governo. Porém, no fim de 1945, os Aliados tomaram o norte e Mussolini foi capturado e fuzilado por guerrilheiros da Resistência Italiana, que fez da antiga canção italiana do século XIX, seu hino. O nome dela? “Bella Ciao”.

Acadêmica de bacharelado e licenciatura em História pela UFPR (2015), membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Mateus do Sul (2016), e atua como monitora no Museu Egípcio e Rosacruz de Curitiba (2016). Mesmo sendo sua área de pesquisa a História Antiga, é apaixonada pela História Regional.

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A polonesa sufragista
Os são-mateuenses que lutaram contra os nazistas. São Mateus do Sul e a Segunda Guerra Mundial – Parte I
Um pouco sobre a História das comemorações Juninas

Os comentários estão fechados