Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Black Friday realizada nesta sexta-feira (23) também contagia consumidores são-mateuenses

Uma das principais datas de compras no Brasil, a Black Friday, acontece nesta sexta-feira (23) e movimenta o comércio local. As Lojas Leonardo estarão participando com muitos descontos. Aproveite e faça suas compras! (Foto: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

Em todo o país a sexta-feira (23), será marcada pela realização da Black Friday, que significa “sexta-feira negra”, e se trata de um dia inteiro de descontos generosos organizados pelo varejo. Em São Mateus do Sul inúmeras lojas também aderiram e promovem com muita criatividade suas promoções alusivas à data.

Criada nos Estados Unidos, essa grande liquidação acontece um dia depois do feriado americano de Ação de Graças, um dos mais importantes do país. É nessa data, que sempre cai na última sexta-feira de novembro, que as pessoas saem animadas pelas lojas atrás de produtos com 50% e, às vezes, até mais de 70% de desconto.

No Brasil, a Black Friday passou a ser realizada em 2010 e só envolveu varejistas online. A primeira da grande liquidação por aqui foi organizada pelo site Busca Descontos, especializado em cupons de descontos e que atua nas principais lojas virtuais do país. No ano seguinte, o Extra adotou a Black Friday também para os preços de suas lojas físicas e o evento começou a chamar atenção de grandes e pequenos comerciantes, dentro e fora da internet.

Hoje a data marca um dos principais dias de compras no Brasil. Os consumidores aproveitam as ofertas tanto para adquirir produtos desejados como para adiantar as compras de Natal.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), de São Mateus do Sul, informou que as empresas associadas foram incentivadas a participar da ação promocional e várias aderiram a ideia. A CDL forneceu também alguns dados emitidos pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Os dados mostram que seis em cada dez consumidores têm a intenção de fazer compras na Black Friday, um expressivo aumento de 18 pontos percentuais em relação ao ano passado. Por outro lado, 32% só devem ir às compras caso encontrem boas ofertas e apenas 10% não pretendem comprar nada.

Entre os que pretendem comprar produtos de olho nos descontos, 70% consideram a data uma oportunidade de adquirir itens que estejam precisando com preços mais baixos. Cerca de 30% querem antecipar os presentes de Natal de olho nas promoções, enquanto 12% planejam aproveitar as ofertas mesmo sem ter necessidade de comprar algo no momento. Já entre os que não pretendem fazer compras na Black Friday, os principais motivos apontados são falta de dinheiro (28%) e o fato de não precisar comprar nada (22%).

O gasto estimado com compras será de R$ 1.146 por pessoa, segundo a pesquisa. Os consumidores devem comprar, em média, três produtos e desembolsar de R$ 1.145,75, chegando a R$ 1.268,63 entre os homens e R$ 1.646,67 nas classes A/B. Por outro lado, 30% dos entrevistados ainda não definiram o quanto pretendem gastar. De acordo com o levantamento, a expectativa dos consumidores para este ano é de que haja um desconto médio de 45% nos produtos e serviços ofertados.

A pesquisa também investigou os principais locais que os brasileiros farão as compras. Os sites e aplicativos de varejistas nacionais (66%) mantêm a preferência dos consumidores. Na sequência, estão os shopping centers, as lojas de rua e os supermercados, mencionados por 39% dos entrevistados. Já 24% optam por sites e aplicativos de compra e venda de produtos novos ou usados. Em relação aos que vão comprar pela internet, 41% disseram escolher os portais que costumam fazer compras, 31% os sites que têm frete grátis e 28% as lojas online de marcas conhecidas.

As roupas lideram a lista de compras dos consumidores (38%) — um aumento de dez pontos percentuais na comparação com 2017. Os calçados ocupam o segundo lugar (32%), enquanto os celulares e smartphones ficaram com a terceira posição (30%) entre os produtos que devem ser mais adquiridos nesta Black Friday. Depois aparecem os eletrônicos (25%) — 8% a mais do que no ano passado — e os eletrodomésticos (24%).

O SPC Brasil entrevistou 966 consumidores de ambos os sexos, acima de 18 anos e de todas as classes sociais nas 27 capitais brasileiras para identificar o percentual de pessoas que pretendem comprar na Black Friday. Em um segundo momento, a partir de uma amostra de 600 casos, foi investigado de forma detalhada o comportamento do consumo, gerando um intervalo de confiança de 95%. Baixe a íntegra da pesquisa em www.spcbrasil.org.br/pesquisas.

Josmar Antônio Maier da Silva, proprietário de uma loja na cidade, comenta que essa é uma excelente oportunidade para o comércio são-mateuense movimentar a economia local. “Eu como empresário vejo uma grande oportunidade na Black Friday, pois é uma época que a economia aquece em todo Brasil e no mundo. É o momento de vender muito e consequentemente aumentar faturamento e lucros. É bom para todos: os empresários que ganham mais com as vendas, os vendedores e os clientes que compram em um preço que é único nas empresas que realmente aderem a Black Friday.”

O empresário garante que as expectativas são grandes quanto à realização da promoção. “Naturalmente temos que ser otimistas. Mas vejo indicadores de melhoras para a economia nacional. Grandes investimentos foram anunciados por grandes empresas no Brasil, isso gera boas expectativas e a Black Friday em si movimenta a economia mundial.”

Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: