Policial

Bombeiro de São Mateus do Sul é atingido por pneu na BR-476 durante atendimento

Fotos: Portal Cultura Sul FM

Um soldado do Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul foi atingido quando prestava atendimento na tarde desta quarta-feira (09), por volta das 12h15, na Rodovia do Xisto – BR-476, na localidade do Santana. Após estabilizado, ele foi levado para o Hospital Cajuru, em Curitiba.

Segundo informações, um automóvel Fiat Strada, com placas de São João do Triunfo, foi sair do Posto Marin, na localidade do Santana. O carro atravessou na frente de um caminhão (caçamba) que seguia sentido Curitiba. O caçambeiro tentou tirar o caminhão para o lado contrário da pista, tentando evitar a colisão, mas não obteve êxito.

Poucos minutos após a batida, o Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul já estava no local, prestando os primeiros socorros para o condutor da Fiat Strada. Nesse momento um caminhão com câmara fria, segundo relatos apurados, que seguia sentido a União da Vitória, ao passar pelo acidente teve a roda traseira desprendida. Esse rodado soltou e acabou atingindo um dos socorristas que atendia à ocorrência.

O bombeiro atingido caiu imediatamente com a batida. Logo após, os outros socorristas prestaram atendimento a ele. Sendo imobilizado e colocado na viatura dos bombeiros, juntamente com a vítima da Fiat Strada. Ambos foram conduzidos ao Pronto Atendimento do município “em estado de grande urgência”, conforme a corporação.

Imediatamente, o Tenente Felipe, responsável pelo Corpo de Bombeiros do município de São Mateus do Sul, iniciou contato com o transporte aeromédico de Curitiba. Visando remover o soldado Higor Andrei de Andrade, de 25 anos. Por volta das 15h, a aeronave desceu na cidade e fez o transporte do socorrista ferido para o Hospital Cajuru da capital.

As informações do Corpo de Bombeiros são de que o soldado Higor Andrei de Andrade teve ferimentos no corto-contuso (lesões causadas por objetos contundentes e cortantes que causam feridas superficiais ou profundas, irregulares e retraídas, com bordos traumatizados), atingindo o crânio e a face. Conforme o tenente da corporação, o socorrista apresentou quadro de ‘aminesa lacunar e rigidez abdominal’. Por isso, foi necessário contato com o SAMU de São Mateus do Sul para remover Andrade até o helicóptero, que seguiu para Curitiba.

O trabalho do Corpo de Bombeiros foi essencial na ocorrência do acidente. Todos os procedimentos de sinalização da via foram realizados pelos socorristas, com cones e sinalizações, e todos estavam equipados com os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) corretamente, segundo a corporação.

De acordo com o Tenente Felipe, os bombeiros já estavam atendendo à vítima do acidente dentro da ambulância e, quando os socorristas estavam fazendo o “rolamento” para a vítima da Strada não se asfixiar com o próprio vômito, o soldado Higor foi pegar os dados do caminhão e do automóvel. Em seguida, alguém gritou “acertou o bombeiro”, os outros socorristas, da ambulância, se depararam com o colega de trabalho caído. Imediatamente, prestando socorro ao mesmo.

Ainda, a reportagem obteve os depoimentos dos soldado Zareski e Benhur que contaram, ao escutar, “o pneu acertou o bombeiro”, terem, repentinamente, se dirigido até o colega para prestar o atendimento. “Nós se deparemos com o Higor caído na frente de uma das viaturas, totalmente confuso e não sabendo o que tinha acontecido, com uma amnesia sem se lembrar. Também já apresentou lesões na face e na cabeça” comenta o socorrista que o atendeu.

Por sua vez, o motorista do caminhão que teve a roda desprendida, disse que o caminhão passou por manutenção nesta terça-feira (08). O soldado Benhur conta que o motorista do caminhão ainda informou que quando viu a sinalização do acidente, freou o caminhão. Nesse momento a roda se soltou e atingiu o bombeiro.

O comandante ressaltou que a corporação de São Mateus do Sul possui 21 bombeiros, sempre disponíveis em plantões e trabalhos para auxiliar a população. “Os bombeiros passam muito tempo no quartel. Eu mesmo fico de segunda a sexta e se tornamos uma família unida”, frisa o tenente. “Nós damos a nossa vida para salvar a vida dos outros. Se preparamos para tudo: água, fogo, fumaça e acidentes. Porém, em um momento em que menos esperamos, as coisas acontecem, como foi esse caso”, analisa.

Por fim, Felipe relatou que o soldado Higor já é um guerreiro, já venceu o câncer duas vezes, passando por tratamentos específicos. O socorrista ferido voltou a trabalhar no mês de novembro de 2018.e mencionou que ele tem um filho pequeno. O tenente, também, agradeceu o comandante do Corpo de Bombeiros de Irati por disponibilizar uma viatura e uma equipe para o transporte da família do soldado Higor para Curitiba. Visando prestar auxílio ao bombeiro.

Fonte: Portal Cultura Sul FM

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Atropelamento próximo ao Posto Triângulo deixa duas pessoas feridas
Bombeiros controlam incêndio em depósito de loja no Centro de São Mateus do Sul
Funcionário da JTI sofre acidente de trabalho