Geral

Cabelo cortado pode recompor o bem estar de pessoas com câncer

Tratamento de câncer é doloroso e mexe com estética. Perucas buscam amenizar. (Fotos: Carol Kato)

Tratamento de câncer é doloroso e mexe com estética. Perucas buscam amenizar. (Fotos: Carol Kato)

É especial para as mulheres e, quase que um aparato de sobrevivência, estar bem arrumada. Batom, unhas feitas, creme no rosto, essência corporal e um bom perfume. Além de brincos, dentre outros atributos, e um penteado caprichado. Isso não apenas apresenta a mulher, como a deixa mais confiante em si própria e autossuficiente. Faz parte do seu bem estar. É muito mais que uma moda!

Disso a necessidade de superar traumas e encontrar alternativas que recuperem a estima. Nada mais avassalador à confiança e bem estar que se imaginar desarrumada ou, até, despenteada. Infelizmente, acometidas por doenças como o câncer, e por consequência do tratamento ‘forte’ para combatê-lo, incorre na desagradável perda de cabelos. Algo que requer mais que repô-los, mas levantar a autoestima e superar todo o negativismo vinculado ao quadro clínico das incertezas desse tratamento.

A solução para repor os cabelos que se vão pode ser simples, ou pelo menos facilitada quando pessoas saem do seu leque do ‘mundinho fechado’ e se predispõe em colaborar para repor o bem estar. Especialmente para essas mulheres que lutam no combate ao câncer ou outras doenças que degradam a aparência capilar.

Projeto Atitude na Cabeça

O foco, de acordo com sua página oficial na internet (www.atitudenacabeca.com.br), de propriedade do Instituto Atitude na Cabeça e “de levar esperança, ajudando pessoas a acreditar que perder os cabelos não precisa ser necessariamente triste”. O entendimento da entidade é de que o cabelo é elemento de identidade da mulher e que tange para a personalidade delas. Para tanto, se coloca como “banco de doações de perucas no Paraná”.

O serviço é voluntário e sem fins lucrativos. Para manter o atendimento a Atitude na Cabeça recebe doações de cabelos, perucas, lenços e chapéus. O propósito é repassar os materiais justamente para pessoas que necessitam, acometidas por alguma doença que as faz perder cabelos, e não tem condições de comprar ‘cabelos postiços’. O endereço da organização é Rua Francisco Rocha, 1544 – Bigorrilho – Curitiba (041-99146.1383).

Mão amiga local

Em São Mateus do Sul a proprietária do Vita Centro de Beleza, Carolina Kato Roehrig, tornou-se parceira de mulheres que precisam desse auxílio. “O objetivo é arrecadar cabelos para confecção de perucas para mulheres que estão em tratamento contra o câncer e perderam seus cabelos naturais”, afirma.

As fotos, à direita, mostram a primeira entrega de peruca, realizada pela proprietária do Centro de Beleza Vita Spa, em São Mateus do Sul, para uma mulher em tratamento contra o câncer, há umas duas semanas atrás.

As fotos, à direita, mostram a primeira entrega de peruca, realizada pela proprietária do Centro de Beleza Vita Spa, em São Mateus do Sul, para uma mulher em tratamento contra o câncer, há umas duas semanas atrás.

Tudo começou dentro do ambiente de trabalho quando uma usuária do seu trabalho veio até o salão para mudar o estilo, reduzindo consideravelmente o volume das suas madeixas. “A ideia veio quando eu fui cortar o cabelo de uma cliente que tinha cabelos longos e ela quis cortar curto. Fiquei com dó de jogar aquele cabelo todo no lixo e perguntei se poderia guardar para doar, pois sabia que havia uma ONG em Curitiba precisando de cabelos”, recorda Carolina.

O passo seguinte foi estabelecer contato com o Atitude na Cabeça e conhecer a instituição. O resultado: repasse de material para pessoas necessitadas, especialmente para recompor seu estilo e recuperar o bem estar. “Só daqui de São Mateus já cortei mais de 40 cabelos para doação”, contabiliza.

Não apenas coletar e repassar material, mas a proprietária do Vita Centro de Beleza, também, oferece o serviço de graça ao cliente. “Quando a pessoa vem doar o cabelo, o corte não é cobrado, doamos o nosso trabalho também para ajudar”, ressalta.

Pessoas beneficiadas em SMS

A ONG coordena o repasse de perucas, cabendo a Carolina o encaminhamento de documentos necessários, fazendo mais essa ponte de auxílio na cidade. Eles recebem doações de cabelo do Brasil todo e enviam perucas, também, para todo o país.

Esse benefício está, ainda, retornando para a cidade. “Aqui em São Mateus eu fiz a minha primeira entrega de peruca há umas duas semanas atrás”, comemora. “Mas teve uma menina da Vila Bom Jesus que recebeu uma peruca, também, e foi até Curitiba para receber.”

Um dos focos centrais do Instituto Atitude na Cabeça é doar para pessoas que não têm condições de comprar. Inclusive percorrendo hospitais públicos e oferecendo as perucas. Um trabalho que pode parecer simples, mas de grande valia para recuperar o estilo, o bem estar e a autoestima de pacientes. Elemento fundamental até na recuperação frente à doença.

Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Brasileiro bate recorde e é o mais rápido a conhecer todos os países do MUNDO
Sebrae/PR promove Roda de Chimarrão em São Mateus do Sul
São João do Triunfo é contemplado mais uma vez na Mega Sena