Cidade

Cadê as tradicionais promoções? A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) esclarece!

A linha do tempo mostra as principais promoções que já foram realizadas pela CDL. (Infográfico: CDL/Gazeta Informativa)

A linha do tempo mostra as principais promoções que já foram realizadas pela CDL. (Infográfico: CDL/Gazeta Informativa)

A Gazeta Informativa esteve presente na sede da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Mateus do Sul, visando esclarecer aos leitores, consumidores do comércio local e comerciantes em geral, o porquê em meados do corrente ano, ainda não houve nenhuma das tradicionais campanhas realizadas pela entidade e que movimentam todo o comércio local. Nos reunimos com o presidente da CDL, Márcio Luiz Staniszewski, a gerente administrativa, Joseane Vieira e a publicitária Renata Santana, que é responsável pela criação das ações da entidade.

“Mesmo em meio à crise a CDL não parou de fazer as campanhas”, afirma Renata Santana. Segundo ela, a CDL trabalha em cima de um projeto e desde o início de 2017, com a posse da nova diretoria presidida por Márcio Staniszewski, mesmo que tardia, o trabalhou não parou. De acordo com a gerência, os projetos das campanhas sempre iniciam-se entre os meses de setembro e outubro, mas a mudança de diretoria implicou no atraso do início deste projeto. A nova diretoria, composta por comerciantes locais, deu início a tomada de decisões do projeto 2017 e devido não ter alcançado o número de parceiros ideais para a realização da campanha e a inviabilização do prazo legal para a operacionalização, optou por não realizá-la neste ano.

A CDL informou que o prazo para a criação, aprovação, orçamentos, adesão à campanha, etc., leva em torno de 7 meses para que a mesma possa ter início. Dentre as etapas deste processo, destaca-se que o projeto precisa ser enviado a Secretaria de Acompanhamento Econômico (SEAE) do Ministério da Fazenda, que num período de até 40 dias, analisa todas as informações do projeto e libera um número, o qual deve ser utilizado em todas as peças de comunicação da campanha, principalmente nos cupons dos sorteios. Geralmente este período de análise para a liberação da autorização por parte da SEAE, levaria muito mais tempo, haja visto a complexidade de informações contidas no projeto, mas a CDL de São Mateus do Sul possui uma equipe especializada no assunto e de profissionalismo reconhecido junto ao órgão e este prazo diminui bastante.

O projeto de 2017, que visava ser uma das maiores campanhas já realizadas pela CDL, de acordo com o presidente da entidade, não foi abandonado, haja vista que as expectativas para o desenvolvimento do mesmo são as melhores possíveis. A mesma ideia será lançada em 2018 com uma campanha completa, ou seja aderindo às principais datas alusivas ao comércio local, como dia das mães, dia dos pais, natal, etc. Uma campanha que tem a previsão de lançamento logo no início de 2018 e que já vem sendo desenvolvida pela CDL em trabalho intenso de sua equipe e membros da diretoria. Por motivos legais, a campanha não pode ter divulgação liberada. “Não podemos criar expectativa aos consumidores sem a liberação”, destaca Renata Santana, mas o projeto já foi e está sendo apresentado aos comerciantes associados a entidade.

A CDL destaca que não possui fins lucrativos e que a ideia de suas ações é serem sustentáveis e não possuir lucro para a entidade. Para ser compensada e otimizada ela deve abranger desde a menor a maior empresa associada. Se faz necessário muitas parcerias que visam somente sua viabilização de realização.

A decisão que mais pesou, conforme o presidente Márcio Staniszewski foi desenvolver uma campanha digna aos consumidores. “Queremos o calendário completo e será uma ótima promoção. Vai dar um fomento econômico muito bacana para a cidade. Sentimos em não poder realizá-la neste ano, mas a seguramos para que ela torne-se mais forte”, diz Márcio.

A campanha promocional de 2018 terá o custo médio de R$ 150 mil, valor base para o desenvolvimento das tradicionais promoções criadas pela CDL. Os representantes da CDL salientaram que estão trabalhando em uma campanha de cunho menor para o final do corrente ano, a fim de movimentar a cidade. A campanha já está sendo elaborada e apresentada aos associados para adesão. A mesma tem previsão de durar três meses e fomentar o comércio local.

Colaborador

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Triunfo S/A tem prazo de 720 dias para concluir a pavimentação da PR 364
Município de São Mateus do Sul não deve renovar contrato para a limpeza urbana
O sabor do Natal nas cozinhas são-mateuenses

Os comentários estão fechados