(Foto: Carlos Karpinksi)

Na última terça-feira (4), foi realizada a primeira sessão ordinária do ano da Câmara de Vereadores de São Mateus do Sul e como é de praxe com a presença do prefeito municipal Luiz Adyr Gonçalves Pereira fazendo prestação de contas, com apresentação de volume de obras já realizadas, aquisições de materiais, equipamentos e possíveis obras que ainda serão feitas.

Logo em seguida os parlamentares fizeram uso da palavra. Os vereadores Geraldo Altevir de Paula e Silva e Jackson Machado rasgaram elogios ao executivo parabenizando pelas obras que estão sendo realizadas e isso não poderia ser diferente já que ambos são da situação.

A vereadora Marta Centa reclamou ao prefeito municipal por não ter relatado a emenda solicitada por ela do então deputado federal Valdir Rossoni.

As contestações continuaram, por parte dos vereadores Omar Raimundo Picheth Neto e Fernanda Sardanha, com relação a apresentação do relato das realizações da atual gestão.

Fernada Sardanha indagou o prefeito por que não é feito audiência pública para que o povo possa indicar onde poderão ser realizados os investimentos e qual a razão que determinadas emendas de deputados são destinados para fins diferentes.

A vereadora falou ainda sobre o mal atendimento da saúde, com a falta de médicos, principalmente médico da mulher, pois o município não tem médico ginecologista e obstetra.

O vereador Picheth, também questionou com relação a saúde do município comentando sobre o último Secretário Municipal de Saúde que segundo ele fez um trabalho desastroso.

Picheth comentou ainda sobre a mudança de Secretário e disse que ainda não vai falar nada sobre o mesmo, pois acabou de assumir e vai ter que arrumar a casa para que as coisas melhorem e o povo não continue sofrendo como está, com a falta de medicamentos e cotas de exames.

O parlamentar falou bastante também sobre a possibilidade da SIX fechar ou ser vendida, que pode trazer sérias consequências ao município, como o descarte de lixo da cidade e também sobre as pedras que o município utiliza para pavimentar as estradas do interior e da cidade. Ele comentou também sobre a barragem, que segundo ele, contém muitos detritos que causam sérios problemas a saúde da população e que preocupa se um suposto comprador não teria uma preocupação especial com essa barragem que poderia causar uma tragédia do futuro se não forem tomadas medidas preventivas, a exemplo de várias que já se romperam no país que são de conhecimento de todos.

Logo após o pronunciamento dos vereadores foram iniciados os trabalhos para a eleição das comissões de saúde, obras, legislação, justiça e finanças.

A votação foi em regime secreto, sendo todos os parlamentares com direito a voto, ficando assim os componentes das respectivas comissões.

Comissão de legislação e justiça, vereadores: Geraldo Altevir de Paula e Silva, Omar Raimundo Picheth Neto e Jackson Machado.

Comissão de obras vereadores: Marta Regina Centa, Miguel Ângelo Magnani Filho e Omar Raimundo Picheth Neto.

Comissão de saúde, vereadores: Marta Regina Centa, Fernanda Sardanha e Edival Guimarães.

Comissão de finanças, vereadores: Marta Regina Centa, Jackson Machado e Miguel Ângelo Magnani Filho.

O presidente da casa, o vereador Nereu Edmundo Dal Lago informou que na próxima sessão será decidido quem será o presidente de cada comissão.

A próxima sessão ordinária será realizada na quarta-feira, dia 12 de fevereiro.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Jovem advogado trilha em busca da prefeitura
Vereadores citam condições precárias em estradas e aprovam novo nome de CMEI
Câmara Municipal de Vereadores reverte verba da construção da nova sede do legislativo para a futura construção do hospital