O deputado Fabiano da Luz fez a sua fala na sessão da Alesc, no dia 13 de junho. (Foto: Reprodução Sessão Alesc )

O deputado estadual de Santa Catarina, Fabiano da Luz, foi notificado pela Câmara Municipal de Vereadores de São Mateus do Sul nesta semana após mencionar São Mateus do Sul e a produção de xisto realizada pela Petrobras no município em reunião na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), que aconteceu no dia 13 de junho.

Entenda o caso

O deputado Fabiano comunicou para os deputados na sessão da Alesc que em visita à São Mateus do Sul foi informado por representantes do município que a usina da Unidade de Industrialização do Xisto (SIX) traz inúmeros malefícios para a saúde da população – como câncer e problemas respiratórios –, apontando também que por esses motivos algumas indústrias não se instalam na cidade.

Em seu discurso, Fabiano enfocou na audiência pública que aconteceu na cidade de Papanduva – Santa Catarina, pois há interesse para a instalação de uma indústria do ramo na cidade catarinense. “O xisto é um problema no Brasil inteiro e queremos evitar a extração em Santa Catarina”, comunica no fim de sua fala.

Na moção de repúdio, a Câmara de Vereadores destaca as informações equivocadas do deputado. “A título de ilustração, a Petrobras, apesar dos escândalos de corrupção dos governos anteriores, representa, no campo econômico de São Mateus do Sul um percentual considerável na receita do município. Em toda sua trajetória no município, a estatal desempenhou projetos ambientais, sociais e educativos buscando qualidade de vida para a população”, enfocam.

A moção também destaca que em tempos de crise, o poder público deve estimular a livre iniciativa, minimizando a burocracia, carga tributária e os altos custos em despesas correntes para reduzir a desigualdade social existente através da geração de empregos, renda e estímulo ao consumo, sem desmoralizar a economia que a indústria produz e investe para o desenvolvimento nacional. A nota de repúdio foi assinada por todos os vereadores presente, menos pelo vereador Edival Ferreira Guimarães, que não estava na sessão por problemas de saúde.

O deputado Fabiano também mencionou a Associação Comercial, Industrial e Agropecuária de São Mateus do Sul (ACIASMS) em seu discurso, apontando que as informações foram repassadas pela equipe. De acordo com Luciano Castilho, presidente da ACIASMS, ele esteve junto do deputado e mais dois representantes durante a visita em São Mateus do Sul. “O deputado Fabiano usou em seu discurso mentiroso palavras e interpretações que nem foram citados e comentados neste evento”, diz.

Castilho informa que os outros deputados que estiveram conhecendo a realidade da exploração do xisto em São Mateus do Sul saíram impressionados com a estrutura e geração de riquezas através do xisto. “O deputado veio com a má intenção de denegrir a imagem do xisto.”

A equipe da Gazeta Informativa entrou em contato com a Assessoria de Comunicação do deputado na terça-feira (25), para esclarecimentos sobre os dados apresentados pelo parlamentar. Até o fechamento desta edição, que aconteceu na quinta-feira (27), não tivemos nenhum retorno.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Câmara de Vereadores aprova em 1ª votação projeto de lei que revoga a lei nº 2.762/2017 sobre concessão de diárias
Apresentação na Câmara de Vereadores defende a preservação de prédio histórico
Acompanhe as principais datas das mobilizações nas Eleições 2018

Deixe seu comentário

*