Política e Cidadania

Câmara Municipal de Vereadores de São Mateus do Sul realiza a segunda sessão ordinária do ano

A segunda sessão ordinária da Câmara Municipal de Vereadores conta com a votação em primeiro momento de projeto de Lei que altera alguns artigos do estatuto dos servidores municipais. (Foto: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Na última segunda-feira (19), a Câmara Municipal de Vereadores de São Mateus do Sul iniciou de fato suas atividades rotineiras, tendo em vista que a primeira sessão realizada no dia 5 de fevereiro foi destinada a apresentação do Prefeito Municipal, conforme orienta o regimento interno da casa. A segunda sessão transcorreu com a apresentação, apreciação de aprovação dos requerimentos e indicações provenientes dos vereadores presentes, em exceção à ausência do vereador Edival Guimarães que apresentou atestado à secretaria legislativa a fim de justificar-se.

Dentre os requerimentos apresentados se destacam: A convocação para comparecimento à Câmara do representante da Companhia Paranaense de Energia Elétrica (COPEL), para esclarecimentos sobre a situação a qual já foi retratada pela equipe da Gazeta Informativa há algumas edições sobre a questão da ligação de energia nos imóveis rurais do município com menos de 3 mil m². Requerimento proposto pelo vereador Jackson Machado.

A vereadora Fernanda Sardanha requereu explicações por parte do poder executivo quanto a interrupção dos pagamentos das entidades sociais em períodos de férias, salientando que é dever dos vereadores fiscalizar o poder público. A vereadora também apresentou o requerimento solicitando à Prefeitura Municipal a contratação de estudos a fim de analisar a necessidade de ônibus adaptados e também de novas linhas urbanas, visando a mobilidade urbana que é um direito e se faz necessário um planejamento e medidas para as pessoas com deficiência.

A vereadora Marta Regina Centa apresentou requerimento buscando resposta às solicitações requeridas ainda no ano passado, dentre elas, a solicitação de academia ao ar livre na comunidade de Fluviopolis e a cedência de manilhas e bloquetes a serem destinados, também, à Associação de Moradores daquela comunidade a fim de melhorias da infraestrutura.

O projeto de Lei Complementar Nº 004/2017, que dispõe sobre alteração no artigo 94 e alteração e inclusão de parágrafo no artigo 183, da Lei Complementar número 002/1994, enviado pelo Executivo Municipal e que institui o estatuto e define o regimento jurídico dos servidores do município de São Mateus do Sul, foi colocado em sua primeira votação.

Segundo justificativa apresentada pela Prefeitura Municipal, o projeto de lei complementar altera o Estatuto dos Servidores Públicos de São Mateus do Sul (SindiServidores), visando a alteração do inciso III do parágrafo 3º do Artigo 94 da Lei Complementar 002/1994, uma vez que a redação está em total dissonância com o disposto no parágrafo 4º do mesmo artigo.

O projeto também regulamenta a atuação de junta médica para a cessão de licenças, aposentadorias, reversão, entre outros casos que necessitem atestar a saúde física e mental dos servidores públicos municipais, visando agilizar os processos de concessão de licenças de aposentadorias, entre outros. Segundo a Prefeitura Municipal essa mudança criará uma economia nos cofres públicos, além de tornar mais criteriosa a concessão dos benefícios.

Segundo o Sindicato dos Servidores, a medida é viável e o mesmo é favorável a adequação, bem como a alteração que trata das faltas injustificadas, “neste ponto o sindicato não se opõe”, afirma Rafael Camargo, presidente do SindiServidores que ainda complementa, “o projeto não está irregular. O SindiServidores ficará atento para as contratações que serão realizadas (junta médica) ou para as nomeações dos servidores para criá-la”.

Colaborador

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Colégio Estadual São Mateus promove a I Semana de Filosofia e Sociologia junto aos alunos da instituição
Primeira sessão da Câmara de Vereadores conta com levantamento das ações desenvolvidas em 2018 pelo executivo
Vereadores aprovam plano de carreiras dos servidores em primeira votação

Os comentários estão fechados