Geral Policial

Caminhoneiro morto carbonizado em acidente da BR-476 é identificado

A família da vítima fez o reconhecimento dos restos mortais na manhã desta terça (24) e providenciou o translado para a cidade de Xaxim (SC) para sepultamento. (Imagem: Divulgação)

O caminhoneiro que morreu carbonizado num gravíssimo acidente registrado na BR-476, na localidade de Limoeiro, entre São Mateus do Sul e Paulo Frontin, na segunda-feira (23), foi identificado pelo Insituto Médico-Legal (IML). A vítima, é o motorista Marcos Júnior Gonçalves, de 28 anos. A família da vítima fez o reconhecimento dos restos mortais na manhã desta terça (24), e providenciou o translado para a cidade de Xaxim (SC) para sepultamento.

Uma carreta cebolão (que transporta cimento/concreto) e uma carreta graneleira colidiram frontalmente. O impacto foi tão forte que a cabine de um dos caminhões incendiou. Populares disseram uma das carretas seguia em direção a São Mateus do Sul, quando perdeu o controle da direção e colidiu frontalmente contra o outro veículo.

Outros motoristas que passavam pelo trecho no momento do acidente conseguiram resgatar um dos caminhoneiros de dentro da cabine: Marcelo Aloísio Steffens, de 40 anos, foi levado ao Pronto Socorro de São Mateus do Sul, com ferimentos graves. Depois de estabilizado, ele foi transferido, no início da desta terça (24), para o Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo. Steffens é da cidade de Santa Rosa (RS) e vinha num comboio com outros dois caminhões que tracionavam carretas cebolão, com destino a Curitiba.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) interditou a pista por três horas. O Corpo de Bombeiros de São Mateus do Sul e a Brigada de Incêndio de Paulo Frontin foram até o local para extinguir as chamas e socorrer as vítimas. A PM de Paulo Frontin também compareceu ao local da tragédia para prestar apoio.

O trânsito foi liberado em meia pista perto das 18h. Mais tarde, às 19h, a rodovia voltou a ser interditada, quando a Polícia, junto com a Criminalística, fez buscas por um suposto segundo cadáver no caminhão graneleiro, pois havia a informação, que acabou não sendo confirmada, de que havia um passageiro na cabine. Não foi localizada essa suposta segunda vítima, apenas a ossada e o crânio do motorista, que teve os restos mortais recolhidos pelo IML de União da Vitória.

Bombeiros e a Brigada de Incêndio frontinense usaram seis caminhões de água para conter as chamas. Ainda assim, quando o guincho compareceu ao local para retirar as carcaças dos caminhões na tarde desta terça (24), em procedimento acompanhado pela PRF, o Corpo de Bombeiros precisou ser novamente acionado, pois havia focos de incêndio que persistiam na carroceria do caminhão graneleiro.

As causas do acidente ainda estão sendo investigadas. Depoimentos de outros motoristas e observações realizadas no local apontam para a versão de que o caminhão cebolão seguia sentido São Mateus do Sul – em direção a Curitiba. O caminhão graneleiro seguia sentido União da Vitória. O caminhão de concreto teria invadido a pista contrária ao final da 3ª faixa, atingindo em cheio o caminhão de grãos, que incendiou.

Fonte: Rádio Najuá. 

Redação

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Banco Central anuncia que lançará cédula de R$ 200 com imagem de lobo-guará
Secretário de Infraestrutura e Logística e Diretor do DER fazem vistoria nas obras da PR-364
Aspirante da PM morre após acidente com carreta na BR-476