Saúde

Campanha de vacinação contra a gripe inicia nesta segunda-feira

A campanha irá do dia 23/04/2018 a 12/05/2018. (Foto: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

A influenza, também conhecida como gripe, é uma infecção aguda, ocasionada pelo vírus influenza, que ataca o sistema respiratório. Geralmente começa com febre, dor muscular, e tosse seca e normalmente tem evolução benigna por período limitado, em geral de um a quatro dias, mas pode se apresentar de forma mais grave.

Esse vírus possui um potencial de transmissão muito alto e pode ser responsável por elevadas taxas de hospitalização.

A vacina contra gripe é segura e é a intervenção mais importante para evitar casos graves e mortes pela doença. A vacina trivalente protege contra três cepas do vírus influenza. Para 2018, a Organização Mundial da Saúde definiu a composição da vacina com duas cepas de influenza A (H1N1 e H3N2) e uma linhagem de influenza B.

Como o organismo leva, em média, de duas a três semanas para criar os anticorpos que geram proteção contra a gripe após a vacinação, o ideal é realizar a imunização antes do início do inverno, que começa em junho. O período de maior circulação da gripe vai do final de maio até agosto.

A Campanha Nacional de Vacinação Contra a Influenza começa na segunda-feira (23/04) e a meta de São Mateus do Sul é vacinar 11.581 pessoas dentro dos grupos de risco.

Esses grupos prioritários, compostos por pessoas mais vulneráveis ao vírus são: crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), trabalhadores de saúde, professores, pessoas com 60 anos ou mais e pessoas portadores de algumas doenças crônicas.

No sábado dia 12 de maio, será o “DIA D” e os principais postos de saúde do município estarão abertos para vacinação.

Aquelas pessoas que possuem doentes acamados em casa deverão deixar seu nome na unidade de saúde mais próxima de sua casa para que as equipes de saúde agendem a visita domiciliar para vacinação.

Professores de escolas públicas e privadas deverão trazer uma declaração da instituição de ensino onde presta serviço. Portadores de doenças crônicas (aquelas definidas pelo ministério da saúde) deverão trazer comprovante (prescrição médica, carteirinha de medicação controlada ou documento similar).

Não se esqueça de trazer seu documento pessoal e carteirinha de vacinação!

Para redução do risco de adquirir ou transmitir doenças respiratórias, orienta-se que sejam adotadas medidas gerais de prevenção, tais como:

• Frequente higienização das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento;
• Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
• Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
• Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
• Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
• Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
• Manter os ambientes bem ventilados;
• Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de influenza;
• Evitar sair de casa em período de transmissão da doença;
• Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
• Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
• Orientar o afastamento temporário (trabalho, escola etc.) até 24 horas após cessar a febre.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O direito da mulher em optar pelo parto humanizado
Resultados do Orçamento Participativo
Vacinação para os idosos acima de 85 anos