O pequeno Dudu já é um vencedor pelos desafios enfrentados em sua curta existência, mas sua história inspiradora está evocando novamente a solidariedade do povo são-mateuense. (Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

A sociedade são-mateuense é caracterizada pelo exercício constante de ações visando o bem-estar ao próximo. O amor da família, riqueza das mais preciosas existentes, nos faz transgredir desafios e encarar realidades duras, tendo em vista relações tão profundas como aquelas vividas entre pais e filhos. A história do pequeno Eduardo Removicz Amarante e os desafios enfrentados por ele nos inspiram à solidariedade.

Eduardo, carinhosamente chamado de Dudu, é um pequeno são-mateuense de apenas 4 anos de idade. Desde bastante cedo, os obstáculos que o destino lhe impôs estão exigindo bastante força. Sua mãe, Inês, comentou sobre o início da situação. “O Dudu nasceu com uma deformidade rara no fêmur, na região localizada próximo ao joelho. É uma má-formação que tornou esta parte do corpo dele mais frágil, além de criar dificuldades para que ele firmasse a perna esquerda”, comentou ela.

Realização de cirurgias

Anteriormente, no ano de 2019, a campanha “Todos Pelo Dudu” havia mobilizado a sociedade são-mateuense pela primeira vez. “Em decorrência dessa má-formação, o Dudu precisou realizar 3 cirurgias, realizadas em 2019 e 2020. Aos 2 anos de idade, ele já encarou esse grande desafio na vida, chegando a passar 5 meses em Curitiba. Esses procedimentos estavam relacionados à colocação de um fixador, ao processo de reconstrução do joelho, órtese e, por fim, à retirada do fixador”, explicou a mãe.

Desafios diários

Inês destacou os desafios diários enfrentados por ela e pelo pequeno Dudu. “Ao longo desse tempo de muitas cirurgias e idas até Curitiba, eu acabei abrindo mão de um trabalho onde estava há muito tempo. Minha prioridade é prestar todo o auxílio que eu puder ao meu filho, em busca de que ele tenha uma vida sempre feliz e digna. Eu simplesmente não consigo pensar em fazer outra coisa, que não seja dar o apoio que ele precisa”, desabafou a mãe.

Dudu nos braços de sua irmã Maria Eduarda, companheira das brincadeiras diárias ao lado da qual ele busca crescer e se divertir ainda mais.

Recentemente, após a realização de uma consulta médica, uma surpresa atingiu novamente a família. “O médico constatou que a patela do Dudu havia se deslocado neste período após a realização das 3 cirurgias. Ele recomendou que o Dudu refaça os procedimentos o mais rápido possível, para que a situação não se agrave mais. Meu filho leva uma vida agitada como qualquer criança, essa órtese que ele usa é muito importante para que continue brincando e sonhando com o futuro que ele tem pela frente. Estamos buscando mais uma vez o apoio da comunidade são-mateuense, pois são procedimentos muito caros que ele precisa fazer”, se emocionou a mãe.

Colabore com o Dudu você também

Conforme a família citou, qualquer tipo de ajuda, como a realização de algum evento, a doação de brindes para rifa, a doação de roupas para promover bazares ou a colaboração com qualquer quantia em dinheiro é muito bem-vinda. Agradecida, sua mãe Inês está buscando todas as alternativas possíveis para auxiliar o filho. Aos interessados em colaborar, favor entrar em contato através do telefone (41) 99206 – 4932. No caso de doações em dinheiro, deve-se utilizar a Conta Poupança Caixa Econômica 21. 933 – 3, agência 2152, operação 013, CPF 135.924.639-85.

De acordo com a mãe, apenas a primeira cirurgia deverá ter um custo aproximado entre R$ 30 mil e R$ 50 mil. A realização das 3 operações é muito importante para a alegria do jovem são-mateuense, para que ele retorne às atividades escolares e que, acima de tudo, leve uma vida sadia. Exerça você também o poder do amor e da solidariedade, participe desta campanha!

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Conheça a jovem são-mateuense que é apaixonada por rodeios e já ostenta diversas premiações
A trajetória e o carisma de Nigia Gogola
São-mateuense perde peso, ganha saúde e recupera autoestima