Geral

Casa Familiar Rural de São Mateus do Sul contará com unidade de formação em Agroindústria Familiar

(Foto: Logomarca do Projeto) Projeto patrocinado pela Petrobras e Governo Federal capacitará 180 agricultores familiares em processamento de alimentos e frutas nativas.

(Foto: Logomarca do Projeto) Projeto patrocinado pela Petrobras e Governo Federal capacitará 180 agricultores familiares em processamento de alimentos e frutas nativas.

Com o objetivo de ampliar as oportunidades de geração de renda de jovens agricultores familiares da região, teve início, em março deste ano, o projeto “Da Horta Mandala à Agroindústria Familiar: Saberes e Sabores do Campo”, realizado pela Casa Familiar Rural (CFR) de São Mateus do Sul. Com o patrocínio da Petrobras e Governo Federal por meio do Programa Petrobras Socioambiental, serão beneficiados 180 agricultores e agricultoras de comunidades rurais de São Mateus do Sul e Antônio Olinto.

O projeto tem suas ações baseadas no respeito à cultura local e a suas tradições, bem como na busca de geração de renda, inserindo no segmento da agricultura familiar os jovens agricultores e suas famílias. Entre outras ações, o projeto prevê a construção de um laboratório de Agroindústria Familiar, por meio do qual será oferecida formação em processamento de alimentos, capacitação em processamento de frutas nativas e produtos da horticultura orgânica.

Para a implantação do projeto, a Casa Familiar Rural, que há dez anos atua na promoção da agricultura familiar, contará com a colaboração também de organizações com as quais já mantém parceria, tais como: Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores Familiares, Secretaria de Agricultura, Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), entre outras.

“A expectativa é muito grande em relação ao projeto, pois será uma forma de os jovens e também os pais participarem e obterem maiores conhecimentos na área, por meio de capacitações e aulas práticas, que poderão ser aplicados no projeto de vida do jovem”, destaca a estudante Susane Aparecida Pereira.

De acordo com Gisela Bueno Lazzari, professora da CFR, este projeto cria condições de pensar a educação para além da escola, permitindo que ela cumpra sua função de promover o desenvolvimento das novas gerações, para que todos assumam sua cota de responsabilidade, formulando um sistema educativo integrado com a sociedade.

Com informações da Professora Sinara/Coordenadora do projeto
Redação do jornal Gazeta Informativa

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Mudança de horário acontecerá apenas em novembro
Comunidade são-mateuense se mobiliza para ajudar Bernardo Fantin
Proibição na venda de vale gás em supermercados ganha lei no Paraná

Deixe seu comentário

*