A festa surpresa de Michelli e Cassiano aconteceu no último sábado, 19 de outubro. (Foto: Acervo Pessoal)

O que era para ser um momento sem muitas festividades acabou se tornando um dos dias mais especiais para o casal Michelli Furtado Cechinatto e Cassiano Cechinatto, que ganharam no último sábado, 19 de outubro, uma festa surpresa de casamento preparada com muito carinho pelos amigos. “A ficha ainda está caindo aos poucos, é um sentimento de amor, alegria e gratidão todos misturados. Ao nosso ver eles ultrapassaram todas as barreiras do que chamamos de amizade”, afirma o casal.

Ah o Orkut…

Juntos há 11 anos, o casal recorda que teve seu primeiro contato por meio do Orkut, uma das primeiras redes sociais de grande alcance na internet. Antes do pedido de namoro, Michelli e Cassiano se tornaram grandes amigos. “Fizemos muitas festas, mas acabou acontecendo de ficarmos juntos e sinceramente não esperávamos que daria tão certo”, relembra Michelli.

E desde então a vida do casal foi presenteada por muitos amigos. Em junho de 2013 as férias em Porto de Galinhas foi a ocasião perfeita para o pedido de casamento, feito no Dia dos Namorados. “É, foram 6 anos de noivado (risos)”, brinca a noiva.

A espera pelo Matteo

Todos esses anos juntos foram moldando a relação de amor e cumplicidade do casal, que em junho de 2019, descobriu que a família estava aumentando. “Parecia que tinha algo faltando em nós, e agora estamos completos com a chegada do nosso amado Matteo”, garantem. Com a notícia da chegada do filho, eles decidem oficializar o relacionamento na última sexta-feira (18), no casamento civil.

O grande dia

Michelli explica que por conta da chegada do Matteo, o financeiro do casal está voltado totalmente para o filho. “Não faríamos festa de casamento, até que nossos amigos nos surpreenderam.”

A madrinha de casamento, Gabrielle Kampmann Ravanello, foi a principal organizadora da festa surpresa, que contou com o apoio de mais 49 “cúmplices”. “Eles têm muitos amigos, justamente por serem um casal querido. Eles são como o ‘Patriarca e a Matriarca’ da família de amigos que construímos aqui. Não tinha a possibilidade de não comemorar esse momento, afinal casamento retrata amor, união e tudo isso precisa ser celebrado”, conta.

Dessa forma Gabrielle foi entrando em contato com as amigas íntimas de Michelli, e como forma de presentear os noivos, uma delas foi responsável por disponibilizar a locação do espaço e a decoração. “O amor move montanhas se preciso for, ele comove, ele toca, ele inspira!”

O coquetel, os bolos e bebidas foram divididos pelo número de amigos que estariam presentes na festa surpresa. Mas e como levar os noivos até o local? Gabrielle conta que a “mentirinha” do bem foi justificada em nome de uma “festa surpresa” que seria organizada para um amigo do casal que faz aniversário na mesma semana. “Difícil foi ver meus amigos comprando presente para o ‘aniversariante’ que não existia”, brinca a amiga.

Amigos que colaboraram para a festa surpresa do casal.

Como o casal não estaria trajado de “noivo” e “noiva” os amigos levaram as roupas para os recém-casados aproveitarem o momento em grande estilo. Marcha nupcial e a valsa dos noivos também marcaram a noite que ficará para sempre na memória de todos.

A aliança dos noivos foi uma recordação deixada pela avó materna de Michelli. “Quando ela faleceu fiquei com a aliança dela e do meu avô a qual pudemos fazer as nossas alianças. Tenho certeza que ela estava muito feliz vendo tudo acontecer, até a sua foto lembraram de revelar e incluir no casamento”, conta.

CHARGE

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski

Últimos posts por Cláudia Burdzinski (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
O jornal é uma excelente opção para enaltecer seu negócio
Os Anjos Solidários São-mateuenses
Grupo de São Mateus do Sul viaja mais de 12 mil quilômetros

Deixe seu comentário

*