O casal Edilaine e Diogo recebeu presentes e o afeto dos familiares e amigos no último domingo, celebrando a chegada da pequena Helena Aparecida, de maneira segura. (Fotos: Éber Deina/Gazeta Informativa)

O período de quarentena, vivido por todo o planeta, colocou o assunto em pauta na maioria das conversas e do cotidiano. O modo de viver de todos os indivíduos foi profundamente afetado, o que independe do contágio efetivo com o Covid-19. A sensação de insegurança vivida por todos requer atenção e empatia. Dentro desse cenário, algumas atitudes têm inspirado muito no que toca ao amor e à compaixão pelo próximo.

Na edição nº 261 da Gazeta Informativa foi veiculada uma reportagem tratando da realização de uma “chárreata”. O termo começou a ser pronunciado com maior frequência no Brasil, pois foi uma maneira alternativa muito criativa, encontrada pelas pessoas para celebrar momentos importante da vida dos seus próximos. A realização desses eventos ocorre para preencher o momento dos chás-de-bebê, nos quais a família recebe lembranças e carinho dos amigos nos períodos marcantes da gravidez. Uma avó teve a ideia de promover o evento para sua filha, enchendo o último domingo (14) de alegria e comemoração.

Celebrando a vida

O casal Edilaine Aparecida Franco Terres e Diogo Cauca Lemes está unido há 6 anos. No ano passado, os dois se fortaleceram após o aborto do primeiro anjinho da família, que agora cuida de todos, direto dos céus. Em meio ao cenário repleto de notícias aterradoras, o amor é uma pauta que sempre ecoa. A união e o companheirismo entre os dois produziu um novo fruto, a pequena Helena Aparecida, que agora cresce no ventre da mãe.

A realização da chárreata

Se reuniram em frente ao campo de futebol da Vila Americana, diversos carros de amigos e familiares do casal. Eles foram convidados pela avó Rosina, que muito contente pela chegada vindoura da neta, decidiu organizar o evento para não deixar a data passar em branco. Cerca de 20 veículos, alguns decorados com bexigas, percorreram a distância do campo até a residência de Edilaine e Diogo, também localizada no mesmo bairro.

Portando máscaras e buzinando para comemorar, os amigos e familiares surpreenderam o casal, que muito emocionado, recebeu os presentes e felicitações daquelas pessoas que importam bastante em sua existência. O amor e a fé superam todos os obstáculos, sentimentos demonstrados pela mais nova família que irá receber a dádiva da vida.

Os carros se aproximaram da residência do casal buzinando, surpreendendo Edilaine e Diogo, que ficaram muito agradecidos.

As chárreatas se tornaram populares no Brasil, surgindo em função da pandemia do Covid-19,
que impede a aglomeração de pessoas.

Os familiares e amigos que participaram do evento, se reuniram em frente ao campo de futebol da Vila Americana,
partindo então até a residência do casal.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A originalidade da arquitetura são-mateuense – Parte III
A Gazeta Informativa foi a primeira Web TV local
Desapego: a qualidade das peças de garimpo