(Imagem Ilustrativa)

Há exatos 60 dias, em 25 de maio, um boletim divulgado pela prefeitura de São Mateus do Sul informava que nenhum caso de Covid-19 existia, oficialmente, no município. No dia seguinte a gestão municipal confirmou o 1º caso, de uma paciente internada em Maringá e que teria contraído o vírus em hospital deste município. A mulher de 47 anos faleceu no dia seguinte.

Passaram-se mais dois dias, 29 de maio, e saiu a confirmação de outros sete novos casos de Coronavírus. Na primeira sexta-feira de junho, dia 5, já eram contabilizados 32 casos, conforme a prefeitura. Mais duas semanas e, no dia 19 junho, os casos atingiram o número de 38. Em 2 de julho foi registrada a 2ª morte e, no dia seguinte, o número de infectados subiu para 58.

Duas semanas depois aconteceu o registro do 3º óbito e os casos atingiram 102 pacientes. O último registro, até o fechamento desta edição, mostra que 111 pessoas foram infectadas pelo novo vírus. Destes contabilizando 89 recuperados da Covid-19, três óbitos e os demais em tratamento. Dois bebês e duas crianças, nos boletins desta semana, causaram preocupação social.

Em Antônio Olinto são oitos casos registrados e todos recuperados. O 1º registro aconteceu no dia 5 de junho. Por sua vez São João do Triunfo contabiliza quatro casos e todos recuperados. O 1º caso foi confirmado em 26 de maio, mesma data da 1ª confirmação para Covid-19 em São Mateus do Sul. Ambos têm divulgado relatórios rotineiros com casos suspeitos monitorados.

Bebês e crianças infectados

A secretaria de Saúde confirmou dois bebês, de oito meses e um ano, e duas crianças, de oito e onze anos, infectados com o Coronavírus em São Mateus do Sul. O secretário da pasta, Wagner Wolff, citou que estes casos “mostram que todos são suscetíveis à contaminação, reforçando a importância de manter, o máximo de tempo possível, as crianças em isolamento domiciliar”.

“Se tornou comum ver crianças nos parques e praças como se estivessem de férias. A suspensão das aulas tem justamente a intenção de mitigar a contaminação das crianças, contudo, se os pais deixarem elas saírem para brincar, como se não estivéssemos atravessando a maior pandemia que nossa geração já presenciou, infelizmente a contaminação de crianças poderá continuar aumentando”, aponta.

Diante disso, a secretaria de Saúde está “concentrada no combate à pandemia”. E “desde o início, os órgãos de saúde pública vinham alertando que os Estados do Sul do país enfrentariam o pior momento da pandemia nos meses de julho e agosto e assim tem ocorrido. Desde o início de julho nós temos acompanhado uma evolução exponencial de casos em todo a nossa região”, explica Wagner Wolff.

“Acompanhando este cenário, a Unidade Sentinela construída pela Secretaria Municipal de Saúde, exclusivamente para os casos suspeitos e confirmados do novo coronavírus, já funciona 24 horas por dia, todos os dias da semana, com uma equipe especificamente montada para cuidar dos são-mateuenses, e um grande volume de medicamentos à disposição da população”, acrescenta o secretário.

Mais cuidado

“É paradoxal que no pior momento da pandemia em nossa cidade as pessoas tenham deixado de observar as regras de higiene sanitária e de distanciamento social. Temos observado, com relativa frequência, registros de pessoas em festas, churrascos e aglomerações em toda a cidade, contrariando as orientações dos profissionais de saúde”, observa Wolff ser referindo ao posicionamento de muitas pessoas.

Basta aparecer um novo caso para as pessoas buscarem o departamento de Saúde para exames, “por terem tido contato com um caso positivo, evidenciando a falta de cuidado da população com as orientações realizadas. Continuamos bastante firmes no propósito de preservar a saúde, e principalmente a vida de todo são-mateuense, contudo, precisamos do apoio de todos”, completa.

No caso de um dos bebês, há um parente sendo monitorado, em investigação. Geralmente, quando aparece um caso, muitos familiares querem fazer a testagem que, contudo, segue protocolo estadual rígido. “Apenas pessoas com sintomas devem passar por coleta de exames para detecção da doença”, menciona o secretário. Por isso, seguem as mesmas orientações sanitárias ditas desde o início da pandemia.

Últimos casos

O boletim informativo sobre Coronavírus de São Mateus do Sul, da quarta-feira (22/07), citou um bebê de um ano, duas crianças de oito e onze anos e uma pessoa de 45 como “quatro novos casos testados positivos para a Covid-19”. Sendo três deles dentro de uma mesma família. A informação é de que todos os infectados estão em isolamento domiciliar, mas outros quatro contaminados com o vírus estão hospitalizados.

Antes da informação de quarta-feira, ainda na terça-feira (21/07), a prefeitura de São Mateus do Sul confirmava mais um caso de coronavírus no município. Justamente de um bebê de oito meses que estava em isolamento domiciliar. Disso a contabilidade estatística de dois bebês e duas crianças até a tarde desta quinta-feira. Dado este sem a divulgação oficial do estado para esta data.

São João do Triunfo

São quatro casos confirmados e todos recuperados, na atualização desta quarta-feira (22/07). Até o dia 7 de julho eram dois e foram confirmados mais dois pacientes no dia seguinte. O 1º registro no município foi em 26 de maio, mesma data da confirmação da 1ª confirmação para Covid-19 em São Mateus do Sul. Foi um caso de uma pessoa que atuava em outra cidade onde, supostamente, se contaminou.

“Informamos que o município confirmou na data de hoje mais um caso de Covid-19, sexo masculino, 39 anos, residente em São João do Triunfo, porém teve contato com caso confirmado no município de Curitiba. O mesmo e sua família seguem em monitoramento domiciliar”, informou a prefeitura por meio das redes sociais no dia 6 de julho. Era o 2º caso foi confirmado.

No dia seguinte, a prefeitura no novo boletim diário cita duas novas contaminações com o vírus. “Informamos que o município confirmou na data de hoje mais dois casos de Covid-19, através de teste rápido, sendo: – 01 caso sexo feminino, 52 anos; – 01 caso sexo masculino, 54 anos”. Passadas mais duas semanas, não foram contabilizadas novas infecções com o Coronavírus.

Antônio Olinto

O município segue com oito casos confirmados e todos os pacientes recuperados, na atualização desta quarta-feira (22/07), as informações desta quinta-feira ainda não haviam sido divulgadas até o fechamento da edição. Dois cidadãos aguardam resultados de exames e outros oito estão sendo monitorados com quadros gripais ou porque estiveram junto de paciente que testou positivo para Coronavírus.

Até 4 de julho eram seis, todos recuperados, quando dois novos casos foram registrados no dia seguinte. Do dia 24 para 25 de junho o número mudou de dois para seis, quando se confirmou quatro infectados com o novo vírus. O segundo caso, conforme a prefeitura, foi de contato com o 1º, sendo confirmado em 13 de junho. A 1ª infecção aconteceu oito dias antes, em 5 de junho.

A informação de 4 de junho citava mais de 30 pessoas sob observação do sistema municipal de saúde. “31 pacientes monitoramento e encontram-se em isolamento domiciliar por síndrome gripal e seus comunicantes”, apontava a prefeitura nas redes sociais. O primeiro infectado foi um homem de 73 anos, com comorbidades e que ficou sob quarenta domiciliar.

Sidnei Muran

Sidnei Muran

Jornalista (MTB 7597 DRT/PR), formado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), pós-graduado em História e Cultura pela Unespar – campus de União da Vitória e Licenciado em História pela Unespar – campus de União da Vitória.
Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Secretaria de Saúde de São Mateus do Sul investiga caso de febre amarela em macaco
Vacinação contra a influenza iniciou nesta quarta (10)
Audiência Pública marca o início do processo de construção do tão esperado novo hospital