As três paróquias e demais capelas da comunidade religiosa enfeitaram as ruas que cortam o município. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa e Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

Nesta quinta-feira (20), foi celebrado o feriado de Corpus Christi em todo o país. A festa religiosa é realizada na primeira quinta-feira depois do domingo da Santíssima Trindade. Nesta festa cristã se comemora a institucionalização da Eucaristia, oficializada pela Igreja em 1264. São Tomás de Aquino foi um dos seus ardorosos defensores e divulgadores do momento religioso.

Em São Mateus do Sul a data foi celebrada com a confecção dos tradicionais tapetes nas comunidades. Na Paróquia São Mateus, os fiéis iniciaram pela madrugada a montagem dos tapetes de serragem. Grupos de jovens, apostolados da oração, catequese e demais membros da comunidade enfeitaram as quadras pelo entorno da Paróquia. A celebração aconteceu às 10h, com a procissão logo após.

Com a igreja em reforma, os fiéis da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro enfeitaram os tapetes pela manhã. A celebração da Santa Missa aconteceu às 15h, a procissão seguiu até a Igreja Ucraniana Sagrada Família, na Vila Pinheirinho.

“Esse é o meu segundo ano enfeitando os tapetes, e me sinto feliz em poder conhecer alguns símbolos que antes eu não tinha contato”, expressa a jovem Thayna Cordeiro Mallmann, que participa da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e Czestochowa, da Vila Nepomuceno. Os tapetes começaram a ser enfeitados antes das 8h, reunindo toda a comunidade e membros das equipes pastorais. A celebração aconteceu às 15h, e os fiéis seguiram em procissão até a capela da Vila Bom Jesus. “Quando estou enfeitando os tapetes sinto que tenho o contato com Deus, preparando e festejando esse momento junto com ele”, afirma Juliana Krichaki, que trouxe de casa sacolas com flores colhidas do jardim para somar aos enfeites arrecadados durante alguns meses como pó de café, erva-mate e trigo.

Quem participou da procissão pôde conferir desenhos que representam a Santa Eucaristia, Nossa Senhora, Cruz e representações singelas como mensagens de carinho, amor e gratidão.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
A simplicidade no caminho de encontro ao amor de Deus
Os 70 anos da gruta Nossa Senhora de Lourdes em Fluviópolis
11º Ognisko será neste sábado (8), na Vila Nepomuceno

Deixe seu comentário

*