Policial

Christiane Yared faz palestra impactante em São Mateus do Sul e emociona plateia

(Fotos: Thaís Siqueira/Gazeta Informativa)

A mãe, empresária, pastora, deputada federal mais votada no Paraná, com 200.144 votos e presidente do Instituto Paz no Trânsito (Iptran), Christiane Yared, do Partido Trabalhista Nacional (PTN), esteve em São Mateus do Sul, na sexta-feira, 19 de junho, onde ministrou uma palestra impactante com o tema “Paz no Trânsito”, às 19 horas, que emocionou a plateia, no Clube Ideal Sãomateuense. A palestra teve entrada gratuita. Muitos estudantes, autoridades e sociedade em geral compareceram no evento.

A deputada foi convidada para palestrar em São Mateus do Sul, pelo Marcos Mello, Sérgio Luis Niesponginski e Ivo Chaves, respectivamente presidente, vice-presidente e organizador do Partido Trabalhista Nacional (PTN), de São Mateus do Sul. Antes da palestra, a deputada foi recepcionada no Hotel Dom Leopoldo, com um chá para mulheres, no qual foi recepcionada pela professora Marta Centa. Após a palestra, a deputada dirigiu-se para um jantar de confraternização no Clube dos Empregados da Petrobras (Cepe), somente para convidados. “Minha equipe de Curitiba acompanhou os eventos comigo, aliás, tem várias mulheres na minha equipe. São Mateus do Sul é uma cidade muito charmosa e acolhedora. Eu me senti em casa. Obrigada aos filiados do PTN de São Mateus do Sul, que convidaram-me para palestrar. O PTN é um partido que tem uma trajetória muito bonita. Queremos fazer a política original, a política em que ajudamos a cuidar do interesse coletivo e não esta política contaminada de acordos”, conta Christiane Yared, ao Jornal Gazeta Informativa.

A deputada iniciou a trajetória política com a fundação do Instituto Paz no Trânsito, após perder seu filho em um crime de trânsito, Gilmar Rafael Souza Yared, 26 anos, morto ao lado do amigo, Carlos Murilo de Almeida, 20 anos, em setembro de 2009, em Curitiba. O carro onde os dois estavam foi atingido pelo veículo conduzido pelo ex-deputado Fernando Ribas Carli Filho que dirigia embriagado. “Faz 7 anos que me filho morreu e a sociedade já está colhendo os frutos do trabalho que fiz com o instituto e estou engajada para que estes frutos sejam ainda melhores com o meu trabalho como deputada federal”, comenta.

A palestra

A palestra foi muita rica, pois, trouxe casos e dados reais de acidentes de trânsito. Durante a palestra, Christiane relatou o crime de trânsito que levou seu filho, mostrou fotos do carro que ficou completamente destruído e contou quais os propósitos que a fizeram levantar a cabeça e seguir adiante. Falou um pouco sobre conscientização e responsabilidade dos motoristas e outros atores envolvidos no trânsito, e também das ações o Iptran, criado por ela após a perda de seu filho.

A deputada comenta sobre o objetivo da sua palestra: “São palestras educativas. Eu aprendi que quando acendemos a luz para alguém, iluminamos nosso próprio caminho. O objetivo da minha palestra é a conscientização através da exposição de casos reais. O meu caso é apenas um. Todos os dias temos a oportunidade de fazer ou deixar de fazer algo que faz a diferença entre a vida e a morte. Ao logos dos anos, lidei com centenas de outros casos e estas mortes acontecem diariamente. Use o cinto de segurança, se beber, não dirija e não pegue carona com quem bebeu. Estamos travando uma guerra no trânsito e temos que ser a mudança que queremos ver”.

O vereador de São Mateus do Sul, Enéas Melnisk (PPS), confessa que se surpreendeu com a palestra, pois não esperava que seria tão boa. “A palestra atinge o objetivo, que é conscientizar principalmente os jovens do perigo no trânsito. Realmente precisamos pensar cada vez mais na juventude e tocar os corações dos jovens e de uma forma geral, todas as pessoas, para que a violência no trânsito acabe”.

A diretora do Colégio Estadual São Mateus, Telma Staniszewski, não conseguiu conter as lágrimas, durante e depois da palestra. Pois, segundo ela, as palavras da deputada e os casos reais apresentados por ela, são muito emocionantes e tocam o coração de qualquer um. “Esse tema de palestra toca ainda mais, quando o palestrando vivenciou uma tragédia. Christiane Yared, com seus depoimentos fez-me pensar melhor em todas as minhas futuras atitudes e pra sempre vou lembrar dela. A palestra foi muito impactante. No colégio já perdemos muitos estudantes em acidente de trânsito e a gente se coloca no lugar, imaginando que isso pode acontecer com os filhos da gente. Então, precisamos ter mais conscientização e conscientizar cada vez mais nossos jovens”.

Glacira Prohmann, Diretora Auxiliar do Colégio Estadual São Mateus ficou sem palavras, após a palestra. “Não sei nem o que falar. Eu me senti no lugar dela. A partir desta palestra, vou mudar! Como Christiane Yared falou, a leitura da nossa vida tem que ser diferente. Desde pequeno devemos educar as crianças, porque educando a criançaer bons comportamentos e atitudes. Como ela falou, por o cinto de segurança sempre! É uma atitude simples, mas que faz toda diferença. E esse ensinamento começa desde criança. Após esta palestra, me senti envergonhada, pois muitas vezes não usei cinto de segurança”.

Agradecimento

O presidente do PTN de São Mateus do Sul, Marcos Mello, agradece em nome de todos os filiados do PTN, a presença de cada um que esteve presente na palestra, no chá e no jantar. “Em especial, agradecemos todos os veículos de comunicação que cobriram os eventos, principalmente ao Jornal Gazeta Informativa, que esteve presente em todos os momentos”.

Mensagem aos leitores da Gazeta Informativa

“A mudança do nosso país depende muito de cada um de nós. Isto vale para o trânsito e vale igualmente para a política. A diferença que queremos começa em nós, com o nosso comportamento, com o nosso exemplo. Comece dando as costas para as pequenas corrupções, devolvendo o troco errado, agindo dentro das regras que foram criadas para a sua própria segurança, como o uso do cinto, os limites de velocidade, a lei seca e as blitzes. O caminho para melhorar o trânsito, com toda a certeza, passa pela conscientização dos motoristas de que álcool e direção não combinam. Bebeu? Então não dirija! Entregue o volante para um amigo, um parente ou até mesmo, na ausência desses, o melhor mesmo é chamar um táxi e deixar o veículo no estacionamento. A vida está em primeiro lugar, amados”, diz

Christiane Yared pede para as mulheres entrarem para a política. “Somos 51% da população brasileira e temos menos de 10% de presença no plenário. Este país é nosso. Precisamos participar mais das mudanças que afetam diretamente a vida de toda a nossa família. As mulheres precisam entrar para a política. Vem, comigo! Juntos somos fortes”, finaliza.

Últimos posts por Thaís Siqueira (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Polícia Militar recupera motocicleta logo após o roubo
Morre aos 82 anos o empresário Walter Santos Giazzon vítima de infarto
Homem tenta enforcar a esposa na Vila Amaral