Tendo em vista a intensificação do comércio no período natalino, um estudo realizado pela CNDL realizou um levantamento das intenções de compra para o período, neste ano de 2020. (Foto: Éber Deina/Gazeta Informativa)

A CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) promoveu durante o último mês de outubro, um levantamento a nível nacional, acerca das intenções de compra para o Natal em 2020, que está se aproximando. O público alvo da pesquisa, foi composto por consumidores das 27 capitais brasileiras, homens e mulheres, com idade igual ou maior a 18 anos, de todas as classes econômicas e que pretendem realizar compras durante o período de celebrações natalinas no país.

As informações foram coletadas através da internet, sendo então ponderados por sexo, idade, estado, renda e escolaridade. Foram englobados 968 casos em um primeiro levantamento para identificar o percentual de pessoas com intenção de compras no Natal. Em seguida, continuaram a responder o questionário, 606 casos, que manifestaram desejo em efetuar compras no período em questão.

Os objetivos do mapeamento

De acordo com a CNDL, os principais objetivos da realização deste estudo, são a realização de um mapeamento que aponte as tendências de compra no Natal 2020, além de identificar características dos presentes como a quantidade, o ticket médio, o pagamento, o período de compra e o local, entre outros). A investigação de fatores que influenciam na compra do presente também foi englobada no levantamento realizado, que foi encaminhado às CDL’s em cada município da federação.

Resultados

54% dos consumidores entrevistados, têm a intenção de dar presentes de Natal à terceiros em 2020. Cerca de 85,9 milhões de pessoas deverão ir às compras ainda esse ano. Entre aqueles que não pretendem dar presentes, os principais motivos relacionados são o desemprego (24%), a falta de dinheiro (22%) e o fato de não ter o costume de presentear por parte dos indivíduos (13%).

(CDL – São Mateus do Sul)

Conforme os resultados obtidos após o levantamento, as pessoas que mais serão presenteadas serão os filhos (59%), seguidos pelos cônjuges (45%) e pelas mães brasileiras (45%). As pessoas que irão receber os presentes mais caros, serão os filhos (27%), seguidos pelos cônjuges (18%) e pelas mães (17%). Os presentes mais visados serão roupas (57%), brinquedos (38%), perfumes e cosméticos (31%), calçados (31%) e acessórios (24%). Em média, cada consumidor pretende comprar 3,6 presentes no Natal, sendo o ticket médio de cada presente em torno de R$109. Estima-se que o comércio movimente aproximadamente R$ 38,8 bilhões em vendas, ao longo de todo o país.

Processo de compra e pesquisa de preço

Comparando os preços dos produtos do Natal deste ano, em relação ao ano anterior, 65% dos entrevistados consideram que em 2020, os valores dos produtos estão mais caros, 23% consideram que estão na mesma faixa de preço, e 8% julgam que estão mais baratos. O estudo apontou que 69% dos cidadãos entrevistados realizará pesquisas off-line para definir o local de compra dos presentes, tendência que deve ser observada em nossa cidade. A CDL de São Mateus do Sul endossa o compartilhamento do trabalho, para que o comércio são-mateuense fique ainda mais antenado às tendências de compra para o Natal em 2020.

(Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Supermercados 70 finaliza suas atividades em São Mateus do Sul
Prefeitura deve realizar novo processo licitatório para pavimentação asfáltica de trechos da zona urbana
Vazamento de esgoto a céu aberto alerta moradores sobre cuidados com as calhas de chuva