Jornal de São Mateus do Sul (PR) e região

Colégio da Vila Palmeirinha passa para a próxima fase da V Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente

A equipe gestora se mostra bastante feliz nesse importante passo de uma Conferência de grande porte nacional. (Foto: Divulgação)

O Colégio Estadual Professora Orlanda Distéfani Santos, localizado na Vila Palmeirinha, passou para a próxima fase da Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente (CNIJMA), que está em sua quinta edição. O foco do Congresso esse ano é relacionado aos cuidados com a água, com o tema: “Vamos cuidar do Brasil cuidando das águas.”

Sendo uma iniciativa do Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), constituído pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), este Congresso busca trazer aos alunos a conscientização ambiental, por meio de ações que agucem esse sentimento de cuidado.

De acordo com as professoras responsáveis pela elaboração dos projetos, as propostas do trabalho para a CNIJMA se caracterizavam pelos seguintes métodos: reconhecer a importância da água identificando a utilização de forma adequada; aprender que a qualidade da água está ligada com as condições de higiene e saneamento básico; adotar por meio de atitudes cotidianas medidas de valorização da água, levando os alunos a entenderem que ela não pode ser desperdiçada, nem poluída.

“Assim fizemos vários trabalhos como: histórias em quadrinhos, paródias, poesias e vídeos gravados por eles”, explicam as professoras. O Colégio já participou de outras edições do CNIJMA, mas nesse ano, passou para a fase regional/estadual.

Os alunos participantes foram todas as turmas do 6º ao 9º ano, sendo 13 turmas no total. “Os alunos se prepararam em torno de um mês, fazendo as atividades nas aulas de geografia, e em contra turno até dia 15 de março, onde ocorreu a Conferência aqui em nossa escola”, explicam.

As professoras que orientaram os alunos para o projeto foram Alexsandra Bastos de Andrade, Emiliana Lemes Soares e Josiane Nijo Cabreira. Elas contam que os alunos mostraram bastante interesse na hora da elaboração de todos os trabalhos. “A ideia foi nossa, mas o sucesso pertence aos alunos, pois construíram o conhecimento em torno da preservação e valorização da água e em fazer de forma lúdica a Conferência, assim os estudantes conseguiram entender melhor e de maneira prazerosa, sem se tornar algo cansativo e repetitivo.” Elas ainda comentam que os alunos pediram para realizar esse tipo de atividade mais vezes.

Todos os trabalhos passaram por votação, seguindo o critério “Jovem escolhe Jovem”, os alunos teriam o direito a voto, elegendo os melhores trabalhos. Ainda foi composta uma banca pela equipe gestora, pedagógica, agentes I, II e grêmio estudantil. Eles propuseram conceitos para os trabalhos, acentuando a criatividade e a originalidade das atividades.

Após a votação, foi adotado como segundo critério de eleição, a idade, dentro da faixa etária de 11 a 14 anos até junho de 2018, data da Conferência Nacional. Eleito o Delegado (Thomas Jeferson de Lima) e o Suplente (Kauã Portes de Lima), os demais vencedores das categorias (atividades) foram contemplados como colaboradores do Projeto de Ação.

Thomas e Kauã serão os representantes do Colégio na fase regional/estadual, que acontecerá dos dias 7 a 10 de maio na cidade de Foz de Iguaçu. “As expectativas são boas, com uma certa ansiedade pois é novidade para nós também, pois sabemos que lá estarão representantes de todas as escolas vencedoras do estado do Paraná”, dizem a equipe.

Além do mais, eles destacam que essa escolha dentre tantas escolas trouxeram as melhores reações possíveis para todo o Colégio. “Ficamos muito felizes e surpresos, pois foram muitas escolas participando. Para o nosso Colégio foi uma grande satisfação passar para a próxima fase em uma Conferência desse nível”, garantem.

A equipe pedagógica ainda manifesta que os cuidados com o meio ambiente são de suma importância, logo que ele está presente em nosso cotidiano e em nossa vida. “A Conferência foi para dar um início, pois o trabalho é contínuo”, encerram.

Cláudia Burdzinski

Cláudia Burdzinski

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br
Cláudia Burdzinski
Compartilhe esta reportagem...Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on LinkedInShare on Google+Print this page


Comentários: