Os alunos foram responsáveis pela confecção dos carrinhos de rolimã. A ideia foi bem aceita por toda a comunidade
e mostrou interesse de outras instituições. (Fotos: Acervo Pessoal)

Não é só de esportes ligados à bola que as aulas de educação física são feitas, mas sim de muita criatividade e nostalgia. Aconteceu na última sexta-feira (8), no Colégio Estadual Professora Orlanda Distefani Santos, da Vila Palmeirinha, a 1ª Corrida de Carrinho de Rolimã proposta pelo professor e educador físico Cristian Gonçalves Ferreira.

A competição reuniu cerca de 25 alunos, além de contar com a participação de público da comunidade e também do corpo docente do Colégio. Até algumas professoras ficaram animadas e participaram da brincadeira. “Com a realização deste evento teste planejamos para 2020 abrir a participação para outros colégios do nosso município”, afirma o professor, que recebeu comentários positivos lhe parabenizando pela ação social.

A ideia da atividade surgiu do interesse pelo professor, que brincava na infância de rolimã. “Tive algumas oportunidades em brincar e de muitos amigos meus que sempre comentavam da época em que andavam de carrinho de rolimã”, dessa forma ele começou a pesquisar pela internet um pouco mais sobre o brinquedo e durante o planejamento de aula em 2018, viu que poderia aplicar o conteúdo em sala de aula. “Carrinho de rolimã se enquadra como conteúdo da parte de jogos e brincadeiras populares que pertence a disciplina de educação física.”

O professor repassou a proposta para os alunos, e dividiu as turmas em equipes para a confecção do carrinho. “Eles construíram, apresentaram e demonstraram na prática como ele funcionada”. Um dos benefícios da Vila Palmeirinha é a estrutura ideal para a prática da atividade.

Em 2019 o Colégio realizou o primeiro evento ligado ao rolimã com os alunos do 9º ano e do Ensino Médio. A corrida contou também com a entrega de medalhas para os melhores colocados. “Houve um grande interesse de alunos de outras escolas e da sociedade em geral buscando informações de como participar”. O evento deu tão certo que um morador da região também emprestou um de seus carrinhos para os jovens brincarem.

“Gostaria de agradecer a minha companheira de trabalho, professora Tatiane Franco quem me ajudou na organização desta 1ª Corrida de Rolimã, a diretora Emiliana e a toda equipe pedagógica pelo apoio durante o evento.”

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Água x Agrotóxicos: conflito nos parâmetros de qualidade
Fortes chuvas: últimas notícias de São Mateus do Sul e região
Teatro beneficente é organizado pela equipe Anjos de Plantão