Os alunos foram responsáveis pela confecção dos carrinhos de rolimã. A ideia foi bem aceita por toda a comunidade
e mostrou interesse de outras instituições. (Fotos: Acervo Pessoal)

Não é só de esportes ligados à bola que as aulas de educação física são feitas, mas sim de muita criatividade e nostalgia. Aconteceu na última sexta-feira (8), no Colégio Estadual Professora Orlanda Distefani Santos, da Vila Palmeirinha, a 1ª Corrida de Carrinho de Rolimã proposta pelo professor e educador físico Cristian Gonçalves Ferreira.

A competição reuniu cerca de 25 alunos, além de contar com a participação de público da comunidade e também do corpo docente do Colégio. Até algumas professoras ficaram animadas e participaram da brincadeira. “Com a realização deste evento teste planejamos para 2020 abrir a participação para outros colégios do nosso município”, afirma o professor, que recebeu comentários positivos lhe parabenizando pela ação social.

A ideia da atividade surgiu do interesse pelo professor, que brincava na infância de rolimã. “Tive algumas oportunidades em brincar e de muitos amigos meus que sempre comentavam da época em que andavam de carrinho de rolimã”, dessa forma ele começou a pesquisar pela internet um pouco mais sobre o brinquedo e durante o planejamento de aula em 2018, viu que poderia aplicar o conteúdo em sala de aula. “Carrinho de rolimã se enquadra como conteúdo da parte de jogos e brincadeiras populares que pertence a disciplina de educação física.”

O professor repassou a proposta para os alunos, e dividiu as turmas em equipes para a confecção do carrinho. “Eles construíram, apresentaram e demonstraram na prática como ele funcionada”. Um dos benefícios da Vila Palmeirinha é a estrutura ideal para a prática da atividade.

Em 2019 o Colégio realizou o primeiro evento ligado ao rolimã com os alunos do 9º ano e do Ensino Médio. A corrida contou também com a entrega de medalhas para os melhores colocados. “Houve um grande interesse de alunos de outras escolas e da sociedade em geral buscando informações de como participar”. O evento deu tão certo que um morador da região também emprestou um de seus carrinhos para os jovens brincarem.

“Gostaria de agradecer a minha companheira de trabalho, professora Tatiane Franco quem me ajudou na organização desta 1ª Corrida de Rolimã, a diretora Emiliana e a toda equipe pedagógica pelo apoio durante o evento.”

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Estação da Petrobras monitora qualidade do ar em São Mateus do Sul
Prefeitura lança Decreto Municipal estipulando novas regras relativas ao enfretamento da pandemia no município
Vapor Pery passa por pintura