Educação e Cultura

Colégio Estadual São Mateus: 95 anos de história

Feira Cultural conta a trajetória histórica do maior colégio do Vale do Iguaçu. (Fotos: Alexandre Müller/Gazeta Informativa)

Fundado em 21 de abril de 1922, o então Grupo Escolar São Mateus, hoje popularmente conhecido como Colégio Estadual São Mateus (CESM), completou em 2017, 95 anos de tradição e história. Os anos de atuação em São Mateus do Sul foram retratados na quinta-feira (23/11), através de uma Feira Cultural promovida por alunos e corpo docente, reunindo a vasta história em imagens, desenhos, vídeos, relatos, maquetes, atuações e muito entretenimento.

Os atuais 1.758 alunos do CESM convidaram a sociedade são-mateuense para embarcar em uma viagem ao tempo sob os seus pontos de vista, que apresentaram a instituição de ensino desde o momento de sua fundação, percorrendo os fatos históricos e pessoas que marcaram a trajetória até chegar aos dias atuais como um dos mais modernos e eficientes colégios públicos paranaense.

Ao longo de décadas, milhares de alunos frequentaram o colégio e buscaram suas formações cidadãs e profissionais amparados pelo embasamento teórico fundamentado pela instituição e muitos destes, colaboraram para o desenvolvimento de São Mateus do Sul e da grande região: fossem professores, advogados, médicos, odontologistas, políticos ou meros cidadãos, pais e mães de família que sempre buscaram em suas origens a formação de seus filhos e netos.

“Existia e temos a certeza que ainda existe um orgulho muito grande de nós alunos ao enchermos a boca para afirmar que sim, somos ou fomos parte do Colégio São Mateus”, motivo de honradez que alunos e ex-alunos ostentaram e deixaram expressado de sala em sala, de apresentação em apresentação na feira realizada com o tradicional empenho e dedicação, criados na formação dos alunos que vestem o uniforme azul e branco levando no peito o brasão do colégio.

Nos corredores entre uma sala e outra, emocionados percorriam, os ex-alunos e ex-profissionais que atuaram no CESM ao longo desta trajetória de 95 anos. E entre sorrisos e recordações, as lágrimas não puderam ser contidas pela maioria, que recordou que naqueles corredores ecoava o sinal entre uma aula e outra, e a cada novo ano a expectativa de qual seria a sua nova sala e quais seriam os professores que teriam como inspiração.

A saudade bateu forte para aqueles que puderam presenciar o quão diferente está aquele prédio que anos depois de sua fundação contemplou um segundo bloco, a cobertura da cancha e a reestruturação geral, “nem parece o mesmo”, relataram os são-mateuenses que frequentaram o Ginásio e/ou Grupão, como carinhosamente também fora conhecido o Colégio São Mateus.

“Muita gratidão a todos que tornaram possível esse momento histórico que ficará em nossa memória”, destaca a atual diretora geral, Telma Staniszewski, que vem desempenhando fundamental papel à soma de esforços para o desenvolvimento da instituição e melhoria dos serviços educacionais prestados. Telma ainda destaca que ao longo de sua experiência como professora e diretora, “sempre foi um motivo de muito orgulho e porque não honra, vestir a camisa do CESM”, e ainda enfatiza que a marca dos 100 anos está logo ali e muita coisa ainda pode somar-se nessa linda história.

Colégio Estadual São Mateus e sua história

Fundado em 1922, o Grupo Escolar São Mateus teve como seu primeiro diretor Flávio Amaral Wolff e seu último diretor antes de passar a denominar-se Grupo Escolar Dr. Paulo Fortes, professor Eugênio de Almeida. No início do ano de 1945, com a inauguração do prédio próprio, transferiu-se para a rua Dr. Paulo Fortes, sob a direção do Professor Lauro Ramos, onde funciona até hoje.

Ao longo de sua existência educativa, veio agregando outras modalidades de ensino e dependências físicas, que se fizeram necessárias. Sob o patrocínio da “Associação de Ensino de São Mateus do Sul”, foi fundado em março de 1949 e autorizado seu funcionamento condicional pela Portaria nº 365 de agosto de 1949 o “Ginásio São Mateus do Sul”, o qual tornou-se Estadual pelo Decreto-Lei nº 11.945 de 09 de setembro de 1950.

Em 1955, através de eleição promovida pelo então diretor Manoel Cunha Bittencourt, foi escolhida a denominação “Ginásio Estadual Duque de Caxias”, o qual se transferiu para prédio próprio em 21 de agosto 1965, hoje, Colégio Estadual Duque de Caxias – Ensino Fundamental e Médio.

No ano de 1954, pelo Decreto-Lei nº 1938 de 11 de junho de 1954 foi criada a Escola Normal Estadual Secundária de São Mateus do Sul, depois denominada “Escola Normal Colegial Estadual Haydée Carneiro”.

Já em 1959 foi criado pela Lei nº 21.246, o Colégio Comercial Estadual de São Mateus do Sul. O Parecer nº 038/79 do C.E.E. aprova o Projeto de Implantação do Ensino de 2º Grau apresentado pelo Processo nº 618/78 do Colégio “São Mateus”, de São Mateus do Sul, resultante da reorganização da Escola Normal Colegial Estadual Haydée Carneiro e do Colégio Comercial Estadual de São Mateus do Sul.

Nesse momento, o estabelecimento passou a ministrar a Habilitação Básica em Química e as Habilitações Plenas de Contabilidade e Magistério, com implantação progressiva das primeiras séries a partir do ano de 1979. Pelo Decreto nº 2674 de 11 julho de 1980, ficou autorizado a funcionar, nos termos da legislação vigente, o Complexo Escolar Haydée Carneiro – Ensino de 1º e 2º Grau, no município de São Mateus do Sul, mantido pelo Governo do Estado do Paraná, resultante da reorganização do Ginásio Estadual Duque de Caxias, Grupo Escolar Dr. Paulo Fortes, Grupo Escolar Odemira Cunha, Colégio Comercial Estadual de São Mateus do Sul e a Escola Normal Colegial Haydée Carneiro, todos localizados na sede do atual CESM.

Os colégios citados anteriormente passam a constituir um único estabelecimento, sob a denominação de Colégio São Mateus – Ensino de 1º e 2º Grau. O Curso Técnico em Petroquímica com duração de 4 anos e Auxiliar Técnico em Petroquímica com terminalidade na 3ª série foram implantados em 1989, tendo a matrícula para a 1ª série autorizada pelo Ato nº 01/89 – NRE e reconhecido pela Resolução nº 2798/91, ficando extinta a Habilitação Básica em Química.

Com a implantação da Lei de Diretrizes e Bases nº 9394/96 passou denominar-se Colégio Estadual São Mateus – Ensino Fundamental e Médio, ofertando o Ensino Fundamental (5ª à 8ª séries); Ensino Médio; Educação Geral – Preparação Universal; Magistério, Técnico em Contabilidade e Técnico em Petroquímica, sendo que o Magistério possuía uma turma de 4ª série; Técnico em Contabilidade com três turmas de 4ª série e Técnico em Petroquímica com duas turmas de 4ª série encerrando no ano de 1999.

A oferta de 2º grau, remanescente da LDB nº 5692/60 e extintos pelo Decreto nº 2208/97, concluindo assim a Reforma do Ensino Médio – PROEM que extinguiu os Cursos Profissionalizantes em nível de 2º grau nas escolas públicas no Paraná por força da política educacional nacional implantada na década de noventa do século passado.

O Colégio Estadual São Mateus ingressou no ano de 2000 ofertando Ensino Fundamental (5ª à 8ª séries) e Ensino Médio, e atualmente conta com os cursos técnicos em Segurança do Trabalho (para maiores de 18 anos) e de maneira integrada ou subsequente: Meio Ambiente; Formação de Docentes e Química.

Fundado em 1922, o Grupo Escolar São Mateus teve como seu primeiro diretor Flávio Amaral Wolff e seu último diretor antes de passar a denominar-se Grupo Escolar Dr. Paulo Fortes, professor Eugênio de Almeida. No início do ano de 1945, com a inauguração do prédio próprio, transferiu-se para a rua Dr. Paulo Fortes, sob a direção do Professor Lauro Ramos, onde funciona até hoje. (Foto: Gazeta Informativa/Arquivo

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
UNIUV promove aula inaugural sobre Vida acadêmica e alta performance profissional: um desafio para alunos e professores
Inscrições para Bolsão 2020 no Elite Rede de Ensino são gratuitas
São-mateuenses realizam o primeiro dia do Enem