Educação e Cultura

Colégio Estadual São Mateus inaugura quadra exclusiva de pebolim humano

A diretora Telma Staniszewski deu o pontapé inicial de inauguração da quadra de pebolim humano no Colégio Estadual São Mateus. (Fotos: Cláudia Burdzinski/Gazeta Informativa)

Na segunda-feira (13), os alunos do Colégio Estadual São Mateus (CESM), presenciaram a inauguração da quadra de pebolim humano, uma inovação que só a instituição são-mateuense possui em todo o estado. “Nenhum colégio público ou particular apresenta uma estrutura como essa no Paraná”, afirma Telma Staniszewski, Diretora do CESM.

Usando a simbologia do Dia do Estudante, comemorado no sábado (11), a equipe pedagógica além de inaugurar a quadra de pebolim humano, preparou um lanche especial para todos os alunos. “Um dos nossos objetivos é mostrar o ensino público de qualidade para os estudantes”, demonstra Telma.

A ideia da criação dessa quadra inédita aconteceu através da vice-diretora Vânia Sezanowitch Sass, que viu um vídeo nas redes sociais sobre a dinamização da quadra em um hotel fazenda. Marcando a diretora na publicação, a ideia diferenciada abrilhantou os olhos da equipe da diretoria, que manteve em segredo a finalidade da quadra que estava sendo construída. “A Associação de Pais, Mestres e Funcionários (APMF) também apoiou a construção dessa quadra que estamos felizes em inaugurar”, ressalta Telma.

A curiosidade de professores e alunos durante a construção da quadra fez a criatividade tomar conta na hora das suposições sobre o objetivo do espaço. “A maioria das pessoas apostou que aqui seria uma quadra de bocha”, comenta Telma, feliz com a surpresa dos alunos quando descobriram que o pebolim humano seria o esporte daquela obra. “Avisamos sobre o que seria no grupo dos representantes de turma um dia antes da inauguração, e eles gostaram muito da ideia”, afirma a diretora.

A quadra mede 10 x 5 metros, e os gols 1,5 metros. Ela foi custeada no valor de R$ 1.800,00 na mão de obra do piso, R$ 976,00 de material, R$ 2.789,64 de tubo galvanizado e R$ 60,00 de tinta. Como a quadra poliesportiva está passando por reformas, boa parte da estrutura foi reaproveitada na construção da quadra de pebolim humano, como o alambrado.

Logo após a abertura, os alunos estrearam a quadra com entusiasmo e espírito de equipe. A regra principal do pebolim humano é não soltar as mãos da estrutura amarela, que movimenta-se de acordo com a locomoção dos seus jogadores. A equipe conta com um goleiro, jogadores na defesa e também no ataque.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Colégio Estadual São Mateus: 95 anos de história
Reunião do Conselho Polônico empossa três novos membros
Incerteza na distribuição de aulas nos colégios estaduais