A coleta semanal triunfense é um diferencial, no interior, para recicláveis. (Foto: Iuri Lapsky – Prefeitura de São João do Triunfo)

Os vereadores Omar Picheth, Julio Balkowski e Fernanda Sardanha pediram esclarecimentos sobre licitação relacionada à contratação de empresa para coleta de lixo em São Mateus do Sul. O ofício de nº 083/2020 é direcionado ao setor de meio ambiente que solicita uma reunião técnica com parlamentares e aberta ao público. Obviamente com limitação de presentes e medidas sanitárias.

“Foi equívoco de colocar aberta à comunidade”, citou a vereadora inicialmente, mas o presidente, Nereu Dal Lago, informou que basta limitar a capacidade de restrição, 30%, poderia abrir para participação popular. “Nós não temos o conhecimento técnico”, argumentou Fernanda Sardanha. Disso, o pedido de esclarecimentos do secretário da pasta e administração sobre o processo.

A parlamentar informou que detém algumas dúvidas. Sobretudo, por conta de licitação aberta e cancelada, a manutenção de contratos emergenciais tem se prolongado. “Que possa ser o mais transparente possível, especialmente, para os interessados”, argumentou. O líder do governo na Câmara, Jackson Machado citou o envolvimento de várias pessoas e exigências cumpridas.

Segundo ele tem um processo de licitação em andamento que atende às prerrogativas apontadas pelo Tribunal de Contas que está sendo ajustado pela administração municipal. O líder do prefeito afirmou que acredita na equipe de licitação. Citando a importância do apontamento e exemplificando com União da Vitória que estaria em contrato emergencial, na mesma dificuldade.

A dificuldade seria a mesma: de seguir com o processo licitatório. Abdicando da renovação do atual contrato, o interesse da prefeitura, conforme Jackson Machado é de abrir nova concorrência pública. Picheth disse que gostou do posicionamento da não renovação de contratos e que a mesma medida deve ser adotada para todos os setores e demais contratações do Poder Público.

Fernanda Sardanha, ainda, afirmou que o contrato emergencial está sendo renovado há mais de um ano. Sem questionar a equipe de licitação, contudo as definições dos critérios e objeto são do secretário da pasta que, no seu entendimento, precisa e deve ser esclarecido aos vereadores e sociedade. O responsável pelo departamento é que define tudo isso e pode elucidar no Legislativo.

Coleta de recicláveis

O contrato, com empresa terceirizada abrange três serviços: coleta e transporte de resíduos sólidos urbanos (lixo comum); coleta e transporte de materiais recicláveis e coleta, transporte, tratamento e destinação final de resíduos de saúde. De acordo com o departamento de Meio Ambiente, o destino do resíduo sólido é a Cooperativa Sãomateuense de Materiais Recicláveis (COSAMAR) e segue coletado normalmente.

Cada localidade tem a coleta uma vez por mês em São Mateus do Sul. (Banner: Prefeitura de São Mateus do Sul)

“Esse roteiro de coleta no interior é realizado pela prefeitura, não faz parte desse contrato emergencial”, esclarece o departamento. O roteiro pelo interior tem uma data por mês, sempre às sextas-feiras em quatro grupos com várias comunidades neles. Os dias são fixos, exceção à última sexta-feira do ano, que é 25 de dezembro, e a rota prevê antecipação para a quarta-feira, dia 23.

Antonio Olinto

Na sede, conforme o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Régines Gassner, Lagoa da Cruz, Água Amarela de Baixo (Posto Train) e Cerro Lindo a coleta é de material reciclável é feita todas as quintas-feiras. Nestes mesmos locais, o lixo comum é coletado duas vezes por semana, às terças-feiras e sábado. Depois é feito transbordo em Três Barras e depois encaminhado para o aterro sanitário em Mafra.

Quanto ao reciclável, após a coleta nas comunidades, o material é acomodado num barracão, depois é feita a triagem e dado o destino correto para cada produto. Num projeto desenvolvido, a partir de 2013, com o prefeito Fábio Machiavelli. A coleta é toda segunda-feira num roteiro normal por meio de uma empresa terceirizada, estando em cada data em outras localidades, retornando na mesma do mês seguinte.

São João do Triunfo

A prefeitura está implantando contêineres para a coleta seletiva no interior, de acordo com o secretário do Meio Ambiente, Iuri Lapsky. “Eles serão implantados juntos aos contêineres para coleta de lixo comum e estarão identificados com a palavra ‘RECICLÁVEL’ na parte frontal, além de possuírem tampas diferentes pois elas têm 14 graus de inclinação o que facilita a coleta por parte dos operadores”, explica.

Essa operação da coleta seletiva inicia em “28 de julho de 2020 (terça-feira) na cidade e será executada pela Cooperativa de Trabalho de Agentes Ecológicos (COOPERTRAGE)”, acrescenta o secretário. Segundo ele, após esta data os materiais serão coletados: às terças e sábados na cidade; e nas segundas-feiras e quartas-feiras no interior. Com duas rotas definidas.

Na 1ª, às segunda-feira: Taió, Vitorinópolis, Faxinal dos Mineiros, Coxilhão Santa Rosa, Coxilhão do Meio, Guaiaca, Boa Vista, Água Comprida, Taquaruçu, Bolo Grande, Rio dos Patos, Vila Palmira, Coxilhão das Ameixeiras, Bromado e Vitorianos.

Na 2ª, às quarta-feira: Faxinal dos Ferreiras, Rodrigues e Andrades, Mato Queimado, Meia Lua, Porto Feliz, Vila Nova, Assentamento Madre Cristina, Ladeira, Pinhalzinho, Rio do Poço, Canudos, Faxinal dos Fabrícios, Faxinal dos Seixas, Cachoeira, Rio Baio, São Lourenço, Barra Bonita e Poços.

“No total são 75 Pontos de Entrega Voluntária (PEVS) no interior, cada um terá dois contêineres, um para o lixo comum e outro para o lixo seletivo. Contudo, já há pressão por mais PEVs e ano que vem será ampliado pelo menos até 100 pontos”, frisa Iuri Lapsky, prevendo ampliação do projeto. A coleta semanal triunfense é um diferencial, no interior, para recicláveis.

Sidnei Muran

Sidnei Muran

Jornalista (MTB 7597 DRT/PR), formado pelo Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), pós-graduado em História e Cultura pela Unespar – campus de União da Vitória e Licenciado em História pela Unespar – campus de União da Vitória.
Sidnei Muran

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Restos de folhas dão vida às árvores e flores em São Mateus do Sul
Mateco se torna o mascote oficial do Meio Ambiente em São Mateus do Sul
Acadêmicos são-mateuenses de Engenharia Ambiental participam da 7ª edição do Rio Limpo em União da Vitória