Direito em Foco

COMPRA DE UM IMÓVEL: como proceder com segurança?

Olá querido leitor, como está? Hoje tratarei de um tema que você precisa se informar, conhecer a fundo, para não ver seu sonho se tornar um pesadelo.

Pois bem, todos nós já participamos da negociação de um imóvel, ou iremos participar no futuro, seja por transmissão de um bem por herança, seja pela compra da casa própria, compra de um terreno, enfim… Precisamos estar preparados para esse momento e consequentemente evitar que nosso caso chegue ao poder judiciário. Para isso vou esclarecer alguns pontos e obviamente quando for fechar um negócio, além de seguir as dicas, procure seu advogado para que ele possa auxiliar na confecção do contrato de compra e venda e nos demais procedimentos necessários à esta transação.

O primeiro passo quando se trata da comercialização de um imóvel é checar a sua situação no Registro de Imóveis, pedir uma matrícula atualizada, para constatar se não há alguma pendência. Como fazer? Com o número da matrícula em mãos ou endereço completo do imóvel (caso ele seja no perímetro urbano), consegue-se pedir o documento em dois dias na cidade de São Mateus do Sul. Na matrícula do imóvel, constará a área total, a averbação de construção, o nome do proprietário e também se consta alguma dívida, ou se o imóvel foi dado em garantia de alguma operação bancária. Com esse simples ato, evita-se muita confusão.

Sempre que possível, busque a ajuda de um profissional habilitado para ajudar na negociação, desconfie sempre de “super promoções”, contratos de uma página só, taxas de juros muito baixas, venda sem prévia avaliação de cadastro.

Outro ponto é com relação ao sinal de negócio, usualmente ele é de 10% do valor do imóvel, pago antes da escrituração do bem, na assinatura do termo de compromisso de compra e venda, sempre mediante recibo.

Depois de feito o contrato, pago o sinal de negócio, feita a escritura, é importantíssimo levar essa escritura para o registro de imóveis, pois quem não registra não é dono.

Vale lembrar, que em qualquer negociação, deve-se agir com calma, informar-se o máximo possível sobre o bem a ser adquirido. Espero ter esclarecido alguns pontos, até a próxima semana!

Mirela Ohpis
Últimos posts por Mirela Ohpis (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Vamos falar sobre os Direitos Sociais? – Parte II
Você sabe como funciona o Tribunal do Júri?
Entenda como funciona a aplicação da pena