Geral

Comunidade Ucraniana ganha nova paróquia em União da Vitória

Pe. Marcelo S. de Lara

Fotos: Pe. Marcelo S. de Lara

Desde quando chegaram ao Brasil, em 1894, o povo ucraniano preserva sua cultura e difunde suas tradições de geração em geração. Além da língua, da culinária, do modo de trabalho, do artesanato, da música, das danças e suas vestimentas, a religiosidade é um elemento marcante nesta cultura, com um modo todo próprio de expressar a fé nos ritos litúrgicos.

Descendentes destes imigrantes, provindos de cidades vizinhas a União da Vitória, em 1966 chegavam ao local, hoje chamado bairro São Cristóvão, em União da Vitória, fazendo nascer ali uma comunidade de fé, formada por famílias ucranianas, denominada Capela Santíssima Trindade. Contando com um sacerdote para celebrar a Divina Liturgia e eleita a primeira Comissão da Capela, erguia-se assim o local onde a vivência religiosa comunitária daquele povo iria crescer até os tempos de hoje.

Padre Ricardo professando seus compromissos com a Nova Paróquia, diante do Arcebispo

Passados 50 anos, no dia 01 de maio de 2016, esta Capela recebe, por decreto do arcebispo metropolita, Dom Volodemer Koubetch, a Instituição Canônica, se tornando assim a segunda paróquia do Rito Ucraniano Católico, em União da Vitória. Junto com esta Instituição foi também dada a nomeação do seu primeiro pároco, padre Ricardo Mazurek Ternovski, que até então era vigário-paroquial da paróquia São Basílio Magno, em União da Vitória.

Às 9h30 da manhã, fiéis leigos vestidos de roupas típicas da cultura ucraniana, irmãs religiosas do rito ucraniano trajando hábito preto, clérigos do mesmo rito provindos de cidades vizinhas e da Província em Curitiba iam preenchendo o espaço do pátio e do interior da igreja, ao som do ensaio do Coral Quinteto São Basílio, de Curitiba, conduzindo os fiéis ao clima da celebração.

Seguindo a Tradição, minutos antes da celebração, em frente à igreja, representantes da Comunidade faziam o Rito de Acolhida ao arcebispo metropolita, e nesta ocasião, também ao padre Ricardo Mazurek, prestes a se tornar o pároco daqueles fiéis ali presentes.

Na procissão de entrada iam os padres do rito Ucraniano, e junto com eles, cinco padres do Rito Latino, da Diocese de União da Vitória: padre Silvano Surmacz, pároco da Catedral de União da Vitória, padre Claudino Lise, pároco da paróquia São Cristóvão e Nossa Senhora da Salette, em União da Vitória, padre Evaldo Karpinski, reitor do Seminário Diocesano, e padre Marcelo S. de Lara, vice-reitor do Seminário e diretor de programação da Rádio Educadora, ambos de União da Vitória, e padre Iomar Otto, pároco da paróquia Nossa Senhora das Graças e São José, em General Carneiro.

Se dirigindo aos fiéis que lotavam a igreja, e aos que acompanhavam a celebração em áudio e vídeo pela transmissão da Rádio Educadora, o arcebispo em sua homilia, comentando as leituras proclamadas na Divina Liturgia, falava da importância da Instituição da nova paróquia. “Tornar a Capela Santíssima Trindade uma paróquia, é também reforçar e colaborar a fé com a nossa cultura ucraniana na sociedade, pois a evangelização se dá por meio de todos os povos e por diversas formas culturais”, dizia dom Volodemer. Ao saudar o novo pároco, o arcebispo desejava-lhe a Luz de Deus e o intermédio de Maria Santíssima para seus futuros projetos na nova paróquia. “Padre Ricardo, desejo que seus propósitos sejam prontamente alcançados para o bem de seus paroquianos, do Povo de Deus e à mais bem sucedida construção do Reino de Deus”, desejava o arcebispo.

Típico da cultura e do povo ucraniano, a alegria do momento não parou na celebração. Um almoço foi servido há um público de aproximadamente mil pessoas, além das festividades que se prolongaram até por volta das 18h. No palco do salão da Comunidade, padre Ricardo Mazurek fazia a animação da tarde chamando os grupos de dança típica ucraniana a se apresentarem, além de motivar à todos ao jogo do bingo e à dança em forma de brincadeira chamada, Hailka.

Com muito entusiasmo, Padre Ricardo, que também apresenta um programa de musical ucraniano aos sábados, das 13h às 15h, na Rádio Educadora, chamado Vecela Subota, se mostrou muito feliz pela presença de todos no evento. “Quero agradecer à todos aqui presentes, sejam os do rito ucraniano assim como os do rito latino, que vieram prestigiar este momento marcante para nossa Comunidade. E como vocês podem notar pelos cartazes, nossa paróquia ainda realizará muitas outras festas durante este ano. Sintam-se sempre bem vindos”, convidava assim, o novo pároco com muita animação.

*A Diocese de União da Vitória parabeniza o novo pároco, padre Ricardo Mazurek, e saúda na fé a comunidade ucraniana, pelo grande empenho na edificação de sua nova paróquia.

Representando a Diocese de União da Vitória, os padres do rito latino se fizeram presentes na criação desta nova paróquia, sendo ela a décima em União da Vitória (8 latinas e 2 ucranianas), por acreditarem que, através da paróquia, mais facilmente se pode evangelizar, pois, a Paróquia é uma comunidade formada por várias comunidades!

Desejamos muitas bênçãos ao neo-pároco, Padre Ricardo Mazurek e à sua nova Paróquia Santíssima Trindade. Como se diz na língua ucraniana:

??????? ????????????? ?????? ?????? ?. ????????? ?? ??? ?????ï ????????ï ??????

Últimos posts por Pe. Marcelo S. de Lara (exibir todos)

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Paraná prepara seringas e logística para vacinação
Multas por crimes ambientais somam R$ 2,5 milhões em oito dias
Banda polonesa se apresenta em São Mateus do Sul