Nas fotos, Vereadores Mirins visitando lugares de grande importância para a administração e vida pública. (Fotos: Divulgação)

No dia 17 de junho, os vereadores eleitos de São Mateus do Sul através do projeto Parlamento Jovem visitaram a Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), o Tribunal de Contas Estadual e o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), todos localizados na capital Curitiba. De acordo com Ana Cláudia Neumann Cabral, Chefe de Cartório da 12ª Zona Eleitoral, o itinerário começou pelo Tribunal de Contas, onde os jovens foram recebidos por servidores da casa que lhes ensinaram sobre a função institucional do órgão de fiscalizar a aplicação dos recursos públicos por parte dos governantes.

Em seguida, os mirins foram recepcionados na Assembleia Legislativa pelo Deputado Emerson Bacil e pelo Presidente da Casa, Deputado Ademar Traiano. “Na visita, os deputados aconselharam os jovens vereadores e os incentivaram a seguir na vida pública, sempre com o objetivo de representar e servir a população. Após o bate-papo, os jovens acompanharam alguns deputados discursarem na tribuna da Assembleia”, conta Ana. Por último o grupo visitou o Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, onde fizeram um passeio pelas instalações do órgão. Inicialmente foram apresentados à Corregedoria, aprendendo sobre sua importante função de apoio e fiscalização dos cartórios eleitorais. Após, assistiram a uma sessão do Tribunal Pleno em que, na oportunidade, julgavam um processo de prestação de contas anual. O Presidente do TRE-PR, Desembargador Gilberto Ferreira, parou a sessão para prestigiar a presença dos vereadores mirins, congratulando os jovens pelo mandato e dando alguns conselhos para aqueles que quiserem continuar na política.

Visitas e palestras foram organizadas nesses primeiros meses de mandato.

Sessões realizadas pelo grupo

O Projeto Parlamento Jovem é uma inciativa do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná e conta com a participação e colaboração dos poderes Legislativo e Executivo juntamente com colégios do município. O objetivo do projeto é propiciar aos jovens alunos a vivência do processo eleitoral em todas as suas etapas e eleger vereadores mirins, oportunizando aos estudantes conhecer melhor a divisão dos poderes do Estado, em especial o Legislativo, debater problemas da comunidade e deliberar sobre sugestões de possíveis soluções com o intuito de promover maior formação política aos alunos da rede de ensino.

O público alvo preferencial do projeto são estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e também do Ensino Médio. Durante o desenvolvimento do projeto os estudantes conheceram a Câmara Municipal, aprenderam sobre a função do vereador, elaboração de projeto de lei, funcionamento do Poder Legislativo, noções de orçamento público entre outros elementos que contribuem para o desenvolvimento da cidadania. Ao final do Projeto os vereadores deverão apresentar um projeto de lei propondo melhorias para o entorno escolar ou outra área que mereça aperfeiçoamento.

Nove vereadores mirins foram eleitos através do projeto, que contou com a parceria do Colégio Estadual São Mateus. Os jovens ficarão no mandato por um ano. Nas primeiras sessões os vereadores apresentaram indicações e requerimentos destinadas ao Poder Executivo para atendimento, se possível. Na última sessão foi solicitada a disponibilização de um profissional de psicologia para atendimento direto nas escolas da rede pública do município, pois está cada vez mais crescente a parcela de jovens com problemas psicológicos, o que afeta o rendimento no aprendizado e pode até mesmo ocasionar a evasão escolar.

Durante as sessões também acontecem debates voltados para a construção do conhecimento dos Vereadores Mirins e que também afetam a sociedade. O primeiro tema debatido foi o nepotismo, oportunidade em que se fez presente o Juiz Eleitoral, André Olivério Padilha, que muito contribuiu com seu conhecimento sobre o assunto. Na segunda sessão, realizada no mês de abril, foi convidada para palestrar sobre o tema violência contra a mulher, a psicóloga Rosane Ehlke Vistuba, que apresentou aos mirins e demais presentes a realidade do nosso município em torno do tema e as ações públicas desenvolvidas para evitar casos de violência contra a mulher e reestruturar os lares após os atos de violência. Já na sessão de maio, o tema foi o aborto, e para apresentar dados técnicos a respeito, foi convidada a profissional da área da saúde, Vilma Aureliuk Carvalho.

Durante os debates os Vereadores Mirins expõem os seus argumentos sobre os assuntos trabalhados, apresentam estudos e conclusões, além de divulgarem propostas e ideias para aperfeiçoar as políticas públicas já existentes. Alunos de Colégios do município também podem participar das sessões organizadas pelo grupo na Câmara Municipal de Vereadores.

Estudante de Jornalismo que adora escrever e conhecer um pouco sobre a vida e a história de cada pessoa envolvida. Preza pela essência que é repassada na produção de cada matéria, valoriza os pequenos gestos e apoia o ativismo ambiental. E-mail para contato: claudia@gazetainformativa.com.br

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Novo prefeito de São Mateus do Sul avalia cenário econômico e faz projeções
A participação dos jovens são-mateuenses na política
Mitos e verdades para o 2º turno das eleições

Deixe seu comentário

*