Educação e Cultura

Convênio entre Uniuv e Universidade de Kielce é assinado

Fotos: Thaina da Cruz

Fotos: Thaina da Cruz

Desde a primeira visita da reitoria da Universidade de Kielce, em fevereiro, o Centro Universitário de União da Vitória (Uniuv), vem se preparando para que quarta-feira (26), o convênio que permite intercâmbio estudantil e cultural, de professores, alunos e funcionários fosse assinado. Durante os seis meses de conversas entre as reitorias das instituições, a Uniuv já se preparava com palestras sobre a Polônia no âmbito estudantil, cultural e social. Além disso, a professora Ludmila Pawlowski, lecionará curso de língua polonesa, com início em setembro, na universidade.

A Polônia desenvolveu um programa de estudos de graduação e pós-graduação exclusivamente aos estrangeiros de origem polonesa, que ainda não completaram 26 anos de idade, com bolsas de até 100%, em faculdades públicas. A única exigência é da fluência em polonês. Uma oportunidade grande para uma região como a do sul do Paraná, onde descendentes de imigrantes permaneceram com o uso da língua natal.

Assim, a reitoria da Universidade Tecnológica de Kielce, realizou uma pesquisa na região, e encontrou três universidades paranaenses que preenchem os requisitos necessários para que sejam efetuados convênios estudantis, permitindo intercâmbio entre as instituições. A Uniuv, além de preencher as condições do programa, possui cursos em comum e funciona nos mesmos moldes de Kielce. É uma instituição pública, sem fins lucrativos e tudo o que arrecada tem que ser revertida para ela mesma, ou em benefício de seus estudantes.

A Universidade de Kielce encontrou um caminho mais curto de comunicação com a Uniuv, para firmar o convênio. O primeiro contato dos poloneses foi a partir dos padres Abel Zastawny e Kazimierz Dlugosz e não pelo Ministério da Educação. O reitor Stanislaw Adamczack acredita que os projetos que começam a partir do envolvimento do povo, tem mais chance de dar certo, que os que surgem do governo. “Aproveitando essa abertura, nós entendemos que esse contato direto com as universidades facilita o andamento do programa, com menos burocracia”, afirma Alysson Frantz, reitor da Uniuv.

Após a assinatura do convênio, as próximas etapas a serem definidas são o processo seletivo, a duração do intercâmbio, valores, entre outros aspectos. O que a reitoria da Uniuv espera, é que os alunos possam estudar na Polônia, a partir do próximo ano letivo. É o primeiro programa internacional da instituição e envolve seus dois mil alunos.

Show com Banda Wolosatki encanta público no Cine Ópera

Enquanto os reitores das instituições estavam reunidos, durante a manhã, para assinatura do convênio, os integrantes da banda Wolosatki foram recepcionados pelos alunos do Coltec e da graduação. Durante algumas horas, todos puderam trocar experiências e ainda se divertir com as músicas preparadas pelo colégio, bem como uma “palhinha”, dos poloneses. À noite, com o Cine Ópera lotado, a banda encantou o público com suas composições em estilos de rock, reggae e blues. Mas a surpresa ficou para o final do show, onde o público conferiu um pout-porri, com clássicos da música brasileira. O show contou com o apoio da Prefeitura e Fundação Municipal de Cultura de Porto União, contou com a presença do prefeito Anízio de Souza.

Fonte: Assessoria Uniuv

Leia mais: Curso de língua polonesa é ofertado pela Uniuv

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Alunos do Colégio Estadual Professora Zuleide Samways Portes praticam a sustentabilidade na construção de espaço ambiental
Cinema na Praça chega a São Mateus do Sul com o filme O que queremos para o Mundo?
Instituto Histórico e Geográfico elege as primeiras cadeiras