(Imagem Ilustrativa)

Existem famílias de baixíssima renda, que ainda conseguem colocar o alimento básico na mesa, mas não podem dar aqueles agrados que as crianças gostam e esperam, existem famílias na linha da pobreza, que mal conseguem se alimentarem direito, quanto mais comprar doces ou presentes para os filhos, existem famílias abaixo da linha da pobreza, que dependem totalmente do auxílio de terceiros, seja recebendo esmolas ou ganhando cestas básicas de entidades e de pessoas caridosas.

E é nessas famílias que vivem em miséria extrema que as crianças sofrem mais, pois só verem doces e presentes nas mãos de outros, nas cestas básicas, quando muito, vai uma bolachinha.

Então se a tua família não se enquadra nesse quadro, e pode dividir um pouco com o próximo, adote uma família carente, para nesse natal levar uma sacola de tudo que criança gosta, doces e brinquedos. Quando você faz alguém feliz, é a tua própria felicidade sendo semeada, pense nisso.

Desejo a todos, leitores e diretores da Gazeta Informativa, um feliz natal e um novo ano cheio de esperanças, e que o aniversariante do dia 25, o Divino Mestre Jesus proteja e abençoe a todos.

Oscar Okonoski
Últimos posts por Oscar Okonoski (exibir todos)

Comentários

MATÉRIAS RELACIONADAS
É tudo família!
A melhor definição para o espiritismo
Tudo passa