Apreensões realizadas no correr de 2020. (Fotos: Cedidas pelo 27º BPM)

Ocorrências dos mais diversos tipos, como apreensões de armas e drogas, roubos e furtos tiveram crescimento em São Mateus do Sul em 2020 comparado com 2019, de acordo com dados fornecidos pelo 27º Batalhão de Polícia Militar (PM).

Nas apreensões de drogas, o crescimento em 2020 foi de 12%. Em 2019 foram registradas 56 ocorrências, número que cresceu para 70 em 2020. No ano passado foram 16 ocorrências apenas na Vila Bom Jesus, a região do município onde mais ocorrem apreensões, uma a menos do que em 2019. As apreensões de drogas se pulverizaram por diversos bairros do município no último ano, com as Vilas Americana, Amaral e Palmeirinha entrando entrando no grupo das cinco regiões com mais casos registrados, ao lado da Bom Jesus e da Vila Nova.

Já nas apreensões de armas de fogo há dois dados a serem analisados. Um é das operações da Polícia Civil em conjunto com a Militar, no qual se registram 124 ocorrências em 2019 e 162 em 2020, o que representa aumento de 14%. Já outro dado é o das apreensões realizadas apenas pela Polícia Militar, em que também houve crescimento, mas de 12%.

Em 2019 houveram 27 apreensões de armas, sendo a maioria registrada na zona rural do município, na Vila Nova, na Vila Bom Jesus, no Centro e na Vila Amaral. Em números absolutos, em 2020 foram 34 armas de fogo recolhidas pela polícia e se inverteu o ranking das regiões com mais ocorrências registradas. A Bom Jesus passou a encabeçar a lista com 11 apreensões (contra 3 de 2019), seguida pela Vila Nova com 4, pelo centro com 3 (mantidos os números de 2019) e pela zona rural, com duas apreensões registradas.

Furtos diminuem e roubos aumentam

Antes de mais nada é importante deixar clara a diferença entre furto e roubo. Em linhas gerais o furto acontece na famosa “mão leve”, quando alguém se apropria dos bens de outra pessoa, mas sem que haja violência. Já o roubo tem justamente essa última característica, é a subtração de algum pertence por meio da violência.

Os furtos simples caíram de 102 em 2019 para 78 no ano passado. A diminuição de casos dessa natureza se deu nos bairros, pois o Centro mantém índices mais elevados do que em outras regiões do município. Ocorreram 37 casos na área central em 2019, o que subiu para 42 em 2020.

Em 2019 a Vila Amaral teve 11 casos, que caíram para 6 em 2020. Vila Prohmann e Jardim São Joaquim, que estavam entre os cinco lugares com mais casos em 2019, não figuram no ranking do ano passado.

Já no caso dos roubos, foram registrados 12 casos a mais em 2020 (43) em relação ao ano anterior (31). O Centro foi onde mais aconteceram casos e os números mais que dobraram de um ano para outro. Foram sete ocorrências em 2019 e 15 em 2020.

Nepomuceno, zona rural, Jardim São Joaquim e Vila Verde tiveram dois casos cada em 2019. Já no ano passado dobraram as ocorrências na zona rural, chegando a seis. Vilas Prohmann e Amaral tiveram três cada uma.

Diferente do país, ocorrências de violência doméstica não aumentaram na pandemia

No Brasil e em diversos outros países do mundo a violência contra a mulher aumentou de forma considerável durante a pandemia. Dados da ONU Mulher mostram que houve crescimento de 30% no Chipre, 33% em Singapura, 30% na França e 25% na Argentina. Só no estado do Rio de Janeiro houve crescimento de 50% nas ocorrências dessa natureza desde que a pandemia começou.

Mas em São Mateus do Sul houve estabilidade nos números de casos de um ano para outro. Foram 104 em 2019 e 106 em 2020. O ideal seria a violência zero, mas não seguir a tendência global de grandes aumentos nesse tipo de ocorrência é um bom indicador para o município.

Em 2019 as regiões com mais casos eram a Vila Amaral (13), o Centro (11), a Pinheirinho (5), a Prohmann (5) e a Vila Verde (5). Já em 2020 Centro, Amaral e Vila Verde tiveram nove casos cada, enquanto a Prohmann teve seis e a zona rural cinco.

Comentários

Compartilhe:


MATÉRIAS RELACIONADAS
Mais dois foragidos da cadeia de São Mateus do Sul são encontrados
Briga em colégio no interior de São Mateus do Sul termina com aluno esfaqueado
Policiais de São Mateus do Sul homenageiam cabo Ricieri Chagas, morto em Guarapuava